13º parcelado: em nota, Estado garante abono mas silencia sobre entraves no saque junto ao Banrisul

266

thumbFazenda ainda não se manifestou sobre dificuldades alegadas pelos servidores com pendências ou ações judiciais contra o banco

Em nota divulgada no final da tarde desta quarta-feira, o governo do Estado reafirmou que vai fazer o pagamento parcelado do 13º salário de 2015 com abono indenizatório para compensar o atraso, entre junho e novembro do ano que vem. O Piratini também garante que o abono dos juros vai ser pago a todos os servidores do Executivo, mesmo aqueles que optarem por receber o 13º através de empréstimo do Banrisul.

A nota não esclarece, no entanto, como devem proceder os trabalhadores que relataram dificuldades para obter o crédito bancário, devido a pendências com o banco ou ações judiciais em curso. Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Secretaria da Fazenda do Estado não foi localizada para se manifestar sobre o assunto,  na noite desta quarta-feira.

Hoje à tarde, a Fessergs (Federação dos Servidores Públicos do RS) e o Cpers (Sindicato dos Professores) sugeriram o afastamento do secretário Giovani Feltes, em função do suposto entrave para garantir o direito constitucional ao benefício. As entidades também podem mover ações judiciais contra o Banrisul.

Fonte:Rádio Guaíba