Após cogitar fechamento, Brigada Militar vai manter posto policial da Vila Kennedy

177
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

BM afirmou que não havia efetivo para manter o posto em funcionamento

A incerteza que rondava os dos moradores da Vila Kennedy há mais de um mês com o provável fechamento do posto da Brigada Militar teve o melhor desfecho possível. É que nesta segunda-feira, o subcomandante do 1º Regimento de Polícia Montada (1º RPMon), major Nei Brilhante, anunciou que o posto, que estava funcionando temporariamente, agora, vai ficar aberto definitivamente.

Em 29 de outubro, o ‘Diário’ mostrou a angústia dos moradores, que temiam pela falta de segurança caso o local deixasse de funcionar. Depois de uma reunião, no dia seguinte, o comando do 1º RPMon decidiu manter o posto por mais 30 dias e começou um estudo técnico para viabilizar a manutenção do policiamento no local. E isso só foi possível após o esquadrão responsável pela polícia ostensiva na região norte da cidade receber um policial que veio transferido de Porto Alegre.

– O comandante do esquadrão daquela área disse que não tinha mais efetivo e que teria de fechar. Foi feito, então, um estudo técnico para apontar alternativas, e uma delas foi a solicitação de efetivo. Esse estudo apontou algumas alternativas que vamos buscar para manter. Além disso, quando as viaturas não estiverem em ocorrência, vamos mandar ficar lá como ponto fixo. Aquele ponto é estratégico para a cidade como um todo – afirma Brilhante.

Com isso, o posto continuará com um efetivo de quatro policiais que se revezam por escala. No entanto, apena um fica de plantão. A expectativa é que mais um policial seja transferido de outra cidade para Santa Maria. Ele também atuaria no posto. No local, podem ser feitos registros de ocorrência e o policial de plantão pode usar a estrutura disponível para solicitar reforço ou viaturas para o atendimento de ocorrências, caso necessário.

ZERO HORA