“Número de PMs nas ruas do interior vai permanecer o mesmo”, diz responsável pela Operação Golfinho

106

pms-azulAté a páscoa de 2016, um número extra de agentes da coporação vai permanecer na região litorânea. PMs que permaneceram no interior receberão hora extra

A partir deste sábado, a Brigada Militar intensifica o policiamento ostensivo e as ações de segurança no litoral gaúcho, com o lançamento oficial da 46ª Operação Golfinho. A cerimônia ocorreu nessa manhã em Capão da Canoa, no litoral Norte. Até a Páscoa de 2016, um número extra de agentes da corporação vai permanecer na região litorânea e balneários de águas internas para garantir segurança aos banhistas.

Conforme a Brigada Militar, aproximadamente 2,4 mil policiais participam da operação neste ano, número semelhante ao verão passado. O comandante da Operação Golfinho, Paulo Stocker, garantiu recursos do governo do Estado para o pagamento de horas extras.

“O governo supriu a Brigada Militar com um recurso orçamentário para substituir o pessoal que está se deslocando para o litoral com gratificação das horas extras para aqueles que ficaram no litoral. O PM que permaneceu na sua cidade de origem vai trabalhar um pouco mais, mas o número de policiais em serviço vai permanecer praticamente o mesmo”, afirmou.

Além do policiamento ostensivo, a Brigada Militar garantiu que todas as 228 guaritas do litoral gaúcho terão salva-vidas ao longo do período de veraneio.

Fonte:Eduardo Paganella / Rádio Guaíba