Reportagem de jornais confirma denúncias da ABAMF

150

logomodificadoabamfFalta de pessoal e equipamentos modernos vitimam brigadianos

A ABAMF  vem denunciando a precariedade nos equipamentos de trabalho dos brigadianos, além da falta de efetivo. Pois, no dia 14 de dezembro, um brigadiano foi vítima da falha dos equipamentos  no confronto com os bandidos. O soldado Marlon da Silva Correa – 20° BPM – foi atingido por um disparo do bandido que passou abaixo da linha de proteção do colete balístico. Antes disso, ao tentarem solicitar apoio, o rádiocomunicador falhou. E, a pistola do brigadiano também falhou no momento fundamental e o PM só não foi executado devido ao socorro imediato do colega de farda, que atirou no assaltante.

A ABAMF denuncia, desde o início de 2015, que a falta de investimento do governo faz vítimas fatais na Corporação e atinge também cidadãos rio-grandenses. Em audiência pública na Assembleia Legislativa, Leonel Lucas registrou; “o governo gaúcho é também culpado pela morte de PMs em serviço por atuarem sozinhos, ou em baixo número, contra quadrilhas e pela falta de  investimentos nos equipamentos de segurança”.

As falhas deixaram um brigadiano hospitalizado. E poderia ter sido pior, pois em outros casos, recentes, PMs tombaram. Apesar de todas as dificuldades, os policiais militares cumpriram com o dever: impediram o roubo colocando à própria vida em risco e mataram um assaltante, que reagiu atirando, e prenderam outros dois bandidos, um ferido a tiro. Outro suspeito de participar do assalto, que havia fugido,  foi localizado horas depois.

Brigadiano necessita de doadores de sangue

 O soldado Corrêa (20º BPM), está em situação é regular, mas precisa de doadores de sangue. Para doar, é preciso ir até o Hemocentro do Hospital Conceição e fornecer o nome completo do receptor: Marlon da Silva Correa.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF