Estrela – Região poderá receber turma para formação de soldados da BM

144

ASQCurso depende de autorização do governo para contratação de aprovados no último concurso da instituição

Estrela – Mais de dois mil aprovados no último concurso para a Brigada Militar (BM) aguardam a chamada para ingressar na corporação. O número não completará o déficit de efetivo, mas pode amenizar o problema que atinge maior parte dos quarteis do Estado. No dia 13 deste mês, o governador José Ivo Sartori assinou um decreto que impede nomeações e contratações durante o primeiro semestre. No entanto, se houver chamada de aprovados a partir de julho, Estrela poderá receber uma turma do Curso Básico de Formação Policial Militar (CBFPM).

Segundo o coronel Humberto Teixeira Santos, chefe do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO-VT) e ex-diretor do Departamento de Ensino da BM, caso o governo sinalize a chamada dos aprovados, as escolas da BM não terão condições de receber todos os alunos. Os centros de ensino, localizados em Porto Alegre, Santa Maria, Osório e Montenegro, teriam condições de formar entre 500 e 600 soldados por etapa. “Não há indicativo de que sejam chamados este ano e que tenhamos um curso; mas, se houver a possibilidade, vamos tentar trazer esses alunos”.

Santos afirma que a região tem capacidade para formar em média 60 militares. A opção por Estrela considera o fácil acesso ao município, tanto para instrutores quanto para alunos de outras regiões, e a estrutura oferecida pela escola. A formação não é garantia de que o efetivo permaneça no Vale, mas reforça a possibilidade de que parte da turma seja designada para atuar nos municípios da região.

Estrutura

O comandante regional; o prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann; o comandante do 40º Batalhão de Polícia Militar (40º BPM) de Estrela, major Marcelo de Abreu Fernandes; e o comandante da BM em Estrela, capitão Jorge Luiz Engster; visitaram uma instituição que poderá receber o curso. Santos ressalta que, além da sala de aula, é preciso ter à disposição alojamentos (feminino e masculino), banheiros, sala de ginástica e proximidade da linha de tiro, entre outros espaços necessários para a capacitação dos soldados.

Conforme a BM, a direção da escola e a administração municipal concordaram com a proposta e estão dispostas a fazer uma parceria para oferecer a estrutura ao governo.

Saiba Mais

A última formação ocorreu no primeiro semestre de 2013, quando o Estado homologou a formação de 1944 policiais na graduação de Nível Médio – soldado. Em Lajeado, 32 alunos fizeram o curso na Escola Estadual Santo Antônio (antigo CIEP). A capacitação dura aproximadamente sete meses.

Crédito da notícia: Natalia Nissen

Leia mais no O Informativo do Vale