Feltes e o suspense

195

17720192O secretário da Fazenda, Giovani Feltes, revelou ontem o que os servidores públicos podem esperar sobre o calendário de pagamentos dos seus salários em janeiro e fevereiro. Com o domínio absoluto sobre o caixa do Estado, o peemedebista diz que ainda não existe segurança para fazer afirmação positiva a respeito do pagamento em dia, mas aponta que se o governo conseguir replicar as medidas que adotou em dezembro poderá pagar em dia em janeiro. No entanto, indica que terá que acompanhar a receita até o último dia. “Precisamos de confirmação de receitas previstas, de possibilidade de utilização desses recursos, de arrastar as dívidas para o mês seguinte (mais de R$ 700 milhões com terceirizados, fornecedores, convênios com prefeituras). Sobre fevereiro, entretanto, Feltes é mais reticente: o mês é menor, a receita é mais curta, é o período do Carnaval. “Aí, a história será outra”, adverte.

CORREIO DO POVO