GAÚCHA: Aprovados em concursos da área da segurança fazem churrasco em frente ao Piratini

179
Ato quer chamar a atenção para situação de aprovados em concursos Foto: Mateus Ferraz /Rádio Gaúcha
Ato quer chamar a atenção para situação de aprovados em concursos
Foto: Mateus Ferraz /Rádio Gaúcha

Seleção pública realizada em 2013 ainda não preencheu nenhuma das 2,6 mil vagas oferecidas

Futuros servidores, aprovados em concursos públicos da área da Segurança, protestaram fazendo um churrasco em frente ao Palácio Piratini nesta quinta-feira (28). Eles pressionam o Executivo para preencher cerca de 2,6 mil vagas que foram oferecidas na época. De acordo com os organizadores, eles não esperam ser recebidos por representantes do Governo. A intenção é chamar a atenção da sociedade para a situação.

“A gente não quer reunião. A gente quer uma data para começar a trabalhar”, relata Alexandre Meirelles, um dos aprovados para o policiamento ostensivo da Brigada Militar.

Agentes do Corpo de Bombeiros também estavam no local. De acordo com o coordenador da Associação de Bombeiros do RS (Abergs), Ubirajara Ramos, destaca que não é apenas o combate a incêndios que fica prejudicado com o déficit de pessoal. Ele fala que, sem equipe, a espera por liberações de alvarás também é ampliada.

“É contraditória a postura do Governo. Sem efetivo, são menos inspeções e menos empregos sendo gerados”, diz.

Aprovado para a Polícia Civil, o autônomo Daniel Pinho reclama da incerteza de ter sido aprovado, mas não ter uma expectativa de iniciar o trabalho.

“Há um ano houve a convocação do curso de formação, mas que foi congelado pelo decreto do governador Sartori. Estão poupando dinheiro às custas da insegurança da polulação”, reclama.

Concurso

O concurso público da Polícia Civil foi realizado em 2013 e prevê a contratação de 650 agentes. Já o da Brigada Militar foi em 2014 e previa a contratação de 1,6 mil servidores para o policiamento ostensivo e 400 para o Corpo de Bombeiros.

Ainda não há a previsão de quando os aprovados serão convocados. O secretário estadual da Segurança Pública, Vantuir Jacini, disse em entrevista à Rádio Gaúcha que há a possibilidade de  convocações para cursos preparatórios até o final de 2016, mas não apresentou datas.

Aposentadorias

De acordo com levantamento da Rádio Gaúcha, os pedidos de aposentadorias de policiais cresceram 50% em 2015. Apenas no ano passado, 2.247 policiais civis e militares deixaram as ruas do Estado. O número é próximo ao total de vagas oferecidas no concurso.

GAÚCHA