Mais de 40 pessoas morreram afogadas neste verão no Estado

122

17885744Casos em áreas sem salva-vidas dobraram em relação à temporada passada

O Rio Grande do Sul já registrou 42 mortes por afogamento neste verão, contabilizando praias e águas internas. São cinco mortes em locais com o serviço e 36 casos em áreas não cobertas por salva vidas, o que equivale ao dobro do registrado no mesmo período na temporada passada, quando ocorreram 18 mortes em regiões não atendidas, segundo a Brigada Militar.

O caso mais recente foi confirmado neste domingo (17). O corpo de Luís Arno, de 56 anos, que sumiu na Lagoa do Bacupari, em Mostardas, no Litoral, foi encontrado no começo da noite. Durante a tarde, os Bombeiros também resgataram o corpo de um homem na Barragem do Salto, em São Francisco de Paula, na Serra gaúcha. A vítima foi identificada como Paulo Roberto Boeira, 52 anos. Em Torres, foi confirmado o afogamento de Olavo Carolho Nunes, 39 anos, no Rio Mampituba.

Neste sábado (16), Maicon Henrique Rosa da Silva, um adolescente de 16 anos, morreu afogado no Açude Avenida Rio Camisa, em Xangri-lá. Na sexta-feira (15), Valter Luis Moraes Carrion , 67 anos, morreu no Rio Negro em Aceguá.

Bombeiros encontraram na manhã desta segunda-feira (18) o corpo de uma jovem de 22 anos que estava desaparecida após entrar em rio em Santiago, na Região Central. A vítima foi identificada como Irra Mainara Paula Serres. Irra havia entrado no rio Rosário, na localidade de Passo da Cruz, no domingo à tarde, quando desapareceu. Conforme os Bombeiros, o local é bastante movimentado, mas não conta com a presença de salva-vidas.

GAÚCHA