Prefeitura e órgãos de segurança reabrem na sexta piscina pública que registrou homicídio na Capital

222

17881918Cegeb, no bairro Medianeira, também é alvo de vandalismo e ameaças desde o início da temporada

Órgãos de segurança e Prefeitura fecharam acordo para garantir a reabertura das piscinas do Centro de Comunidade George Black (Cegeb), a partir da manhã de sexta-feira, no bairro Medianeira, zona Leste da Capital. O local fechou o público em 14 de janeiro, quando houve um homicídio no início da noite. A piscina teve de ser esvaziada e interditada por questão de segurança.

Hoje, o vice-prefeito Sebastião Melo se reuniu no Paço Municipal com o secretário de Esportes, José Edgar Meurer, o delegado Cleber Ferreira, da Polícia Civil, e representantes da Brigada Militar e da Guarda Municipal. Os servidores da Prefeitura já fazem o tratamento químico das águas, com o objetivo de garantir o lazer dos mais de 300 frequentadores entre crianças, jovens e idosos da região.

Nessa segunda-feira, o secretário-adjunto de Esportes, Alceu Brasinha, reuniu-se com lideranças comunitárias, representantes da Guarda Municipal, Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e Brigada Militar. Ficaram acertados o monitoramento do Cegeb, via câmeras de vídeo, plantões permanentes (24 horas) de viaturas da Guarda Municipal em frente ao prédio e apoio ostensivo da Brigada Militar, com rondas sistemáticas pelas imediações.

Antes do assassinato ocorrido no Cegeb em 14 de janeiro, houve registro de invasões por grupos armados, ameaças a funcionários e vandalismo. O mesmo ocorre, historicamente, na piscina do bairro Sarandi, na zona Norte, que permanece fechada. O Cecove (Centro de Comunidade Vila Elizabeth), não vai poder ser reaberto no verão devido aos estragos causados por um grupo de cerca de 50 pessoas que usou o local para uma festa durante a madrugada de 11 de janeiro. Motores novos da piscina foram danificados e dutos foram entupidos com garrafas e até cápsulas de armas de fogo.

Além disso, uma terceira piscina sequer chegou a abrir, por orientação do vice-prefeito Sebastião Melo, no Centro Comunitário Vila Ingá, no bairro Passo das Pedras, também na zona Norte. O local passou a ser utilizado como abrigo para famílias retiradas de uma ocupação. O temor é de acidentes com crianças fora do horário de funcionamento da piscina.

Veja a lista de piscinas públicas e a situação em cada uma: 

Cegeb – Centro de Comunidade George Black (rua Coronel Neves, 555, bairro Medianeira – Fone: 3219-9836) – REABRE NA SEXTA-FEIRA

Cecove – Centro de Comunidade Vila Elizabeth (rua Paulo Gomes de Oliveira, 200, bairro Sarandi – Fone: 3364-2113) – FECHADO

Cecoflor – Centro de Comunidade da Vila Floresta (rua Irene Cappone Santiago, 290, bairro Jardim Floresta) – ABERTO

Ceprima – Centro da Comunidade Primeiro de Maio (rua São Nicolau, esquina com rua Camoati, s/nº, Santa Maria Goretti – Fone: 3362-6148) – ABERTO

Cecores – Centro de Comunidade da Vila Restinga (rua Economista Nilo Wülf s/nº, Restinga Nova – Fone: 3250-3468) – ABERTO

Cecopam — Centro da Comunidade Parque Madepinho (rua Arroio Grande, 50 – bairro Cavalhada – Fone: 3241-0666) — ABERTO

Saiba mais

As piscinas públicas oferecem aprendizado de natação para crianças, adolescentes e jovens e hidroginástica para adultos e terceira idade. A temporada começou em 5 de janeiro, com seis piscinas disponíveis de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 18h, até 4 de março. Aos sábados e domingos, o horário é das 13h30min às 18h30min. Professores de educação física e estagiários da SME permanecem nos locais durante todo o tempo. Todos os centros possuem vestiários com chuveiros e rouparia.

Fonte:Rádio Guaíba