Roubo de veículos cresce 89% nas praias gaúchas

139
Viviane Siqueira da Silva, 44 anos, teve o carro levado no dia 8 após um show em Cidreira Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
Viviane Siqueira da Silva, 44 anos, teve o carro levado no dia 8 após um show em Cidreira
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Dados oficiais dizem respeito aos primeiros 20 dias do verão nos litorais Norte e Sul

As ocorrências registradas nos 20 primeiros dias do verão na Operação Golfinho, em todo o Estado, revelam que os motoristas precisam ter cuidado redobrado neste verão.

Nos municípios que integram a operação, nos litorais Norte e Sul, o aumento do roubo de carro foi de 89% comparado com o mesmo período da temporada 2014/2015. Entre 22 de dezembro de 2015 e 10 de janeiro deste ano, foram 36 veículos levados com violência. Os ladrões roubaram 17 carros do Litoral Norte e 19 do Sul. Na temporada anterior, 19 haviam sido levados.

Temporada

A advogada Viviane Siqueira da Silva, 44 anos, sentiu na pele a violência do Litoral. No dia 8 de janeiro, uma sexta, depois de um show na Concha Acústica do Centro de Cidreira, sofreu um assalto. Sua caminhonete Toyota SW4 foi levada por dois homens com celular e bolsa e encontrada pela seguradora do veículo, quase três horas depois, na Vila Safira, no Bairro Mário Quintana, na Zona Norte da Capital.

— Os dois estavam armados com pistolas. Agora coloquei botão de pânico em casa e não saio mais com carro à noite. Vou sair a pé, com no máximo R$ 10 na bolsa e um chinelo de dedo. Tenho que andar aqui com o mesmo cuidado que se anda no Rio de Janeiro — desabafa a moradora de Cidreira.

O número ganha mais expressão se comparado às últimas cinco edições da operação: até agora, é o maior, tendo em segundo lugar a temporada 2011/2012, quando foram roubados 35 veículos nos mesmos 20 dias.

— Os finais de semana à noite são preferidos pelos ladrões. Pegam, principalmente, aqueles que chegam para aproveitar o final de semana. Atenção ao entrar e sair do carro é fundamental – afirma o major Ronie Coimbra, coordenador de Comunicação da BM na Operação Golfinho.

Segundo ele, a BM faz barreiras para coibir o crime e impedir que carros furtados ou roubados saiam das praias. O resultado, afirma, tem aparecido: 103 haviam sido recuperados até ontem.

— Como não há flagrante, os detidos  em barreiras respondem por receptação nesses casos — explica.

Identificar o ladrão de carro pela roupa ou condição social é um dos grandes erros.

— Se um estranho se aproxima, mesmo bem vestido, é preciso cuidado. Se parado perto do portão sem motivo, se deve ligar para o 190 — alerta.

Litoral Norte

Para os veranistas do Litoral Norte – entre Quintão e Torres – a notícia é ainda mais preocupante. O salto do roubo de carros foi de 183% comparado ao mesmo período do ano passado.

Até o dia 10, a BM contava 17 veículos roubados na região. Na mesma época da temporada anterior, seis carros foram levados pelos bandidos, mesma quantidade registrada na temporada 2013/2014, segundo os dados da Brigada.

A migração de veranistas, nesta época, segue como a grande chance de ataque.

*Colaborou Renato Dornelles

*Diário Gaúcho