Banrisul lucra R$ R$ 848,8 milhões em 2015

228
Banrisul lucra R$ R$ 848,8 milhões em 2015 | Foto: André Ávila / CP Memória
Banrisul lucra R$ R$ 848,8 milhões em 2015 | Foto: André Ávila / CP Memória

Carteira de crédito cresceu 5%, mas inadimplência chegou a 1,17 pontos percentuais

Com previsão de crédito mais contido frente ao cenário econômico que se desenha para 2016, o Banrisul divulgou nesta terça-feira o balanço financeiro do ano passado. O lucro líquido da instituição foi de R$ 848,8 milhões. A carteira total de crédito alcançou R$ 32 bilhões, um crescimento de 5%. Mas a inadimplência também cresceu, na ordem de 1,17 pontos percentuais no último ano.

“Acreditamos que a inadimplência em 2016 vai ser similar a de 2015. Desta forma, estaremos mais cautelosos, assim como todo o mercado está cauteloso, em disponibilizar crédito. Deverá haver um incremento de crédito para o pequeno varejo, controlando melhor o risco destas operações”, diz o presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Mota.

Para crescer, o banco apostou em fortalecer receitas de prestação de serviço. A diretoria lembra que uma lei aprovada no final de 2015 autorizou o banco a atuar na distribuição de seguros, previdência aberta e capitalização, o que permitirá que ainda dentro deste semestre que uma corretora de seguros seja ativada. Em relação às receitas de adquirência e emissão de cartões, somaram R$ 749,4 milhões no ano, 35,6% do montante de 2014. O resultado da Banrisul Cartões já representa 19% do lucro líquido da instituição. Os recursos captados e administrados somaram R$ 52 bilhões ao final de 2015, um incremento de 8,2% frente ao ano anterior. O patrimônio líquido alcançou R$ 6,2 bilhões.

Sobre sua estrutura de atendimento, o Banrisul diminuiu o número de pontos no Estado, passando de 1.328 em 2014 para 1.279 no ano passado, embora a abrangência da população tenha ficado estável (98,5%). Parte do fechamento dos pontos tem a ver com a violência dos ataques de criminosos. “Estamos elaborando um projeto de colocação de cortinas de aço nas agências. A cortina só será aberta no horário de expediente. Infelizmente, pequenas cidades do Interior não vão mais ter saques durante o final de semana”, avisou Mota, ao complementar que 88 diferentes pontos do Banrisul, que já foram assaltados, devem ser os primeiros alvos do projeto.

Além de reduzir sua estrutura, a instituição enxugou seu quadro pessoal. Diferentemente de 2015, o banco não deve realizar outro plano de aposentadoria em 2016. No ano passado, pelo plano desligaram-se 471 funcionários. Nos próximos meses, cerca de 300 vagas devem ser preenchidas, segundo Mota, com o chamamento de concursados. O balanço mostra que o número total de desligamentos foi de 538 empregados, sendo que o quadro atual é formado por 11.098 funcionários.

CORREIO DO POVO