Assembleia legislativa cria frente pela segurança pública

155
A frente foi criado para discutir os assuntos relacionados a segurança pública no estado. (Divulgação/A Razão)
A frente foi criado para discutir os assuntos relacionados a segurança pública no estado. (Divulgação/A Razão)

Proposta do Deputado Jorge Pozzobom vai tentar viabilizar a nomeação de aprovados no último concurso da Brigada Militar

A Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul instalou nesta quarta-feira, 30, a frente parlamentar de segurança pública. O proponente da frente foi o deputado santa-mariense do PSDB Jorge Pozzobom. A frente foi criado para discutir os assuntos relacionados a segurança pública no estado, bem como, propor alternativas para minimizar a violência e a crise na segurança do RS. A iniciativa contou com o apoio dos 55 deputados estaduais.

A presidente do legislativo, Silvana Covatti, reforçou à disposição da mesa diretora daAssembléia em auxiliar nos trabalhos da Frente. “Toda a sociedade gaúcha presente nesta Frente por meio dos nossos parlamentares”, enfatizou. O secretário estadual da Segurança Pública, Wantuir Jacine, compareceu ao lançamento da frente e ofereceu suporte técnico aos parlamentares. “Os Órgãos de Segurança do nosso Estado contribuirão com toda a ajuda necessária ao trabalho da Frente”, garantiu.

O deputado Jorge Pozzobom explicou que a Frente vai atuar na sistematização de propostas e ao aprimoramento de ações da Segurança. “Faremos reuniões com os representantes dos órgãos de Segurança Pública do Estado e da Polícia Federal, encontros com representações do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria e Ordem dos Advogados do Brasil e ouviremos os representantes dos sindicados e dos aprovados no último concurso público”, adiantou Pozzobom.

Como parte do trabalho da Frente, está a criação de um “Mapa do Crime”, a partir do levantamento e da análise dos dados estatísticos da violência no Estado. Também será aprofundado o debate sobre a possibilidade da extinção do regime prisional semiaberto e apresentadas proposições no âmbito legislativo estadual e federal, a começar pelos projetos de lei que desvincula o Corpo de Bombeiros da Brigada Militar.

Para auxiliar as prefeituras, a Frente vai estabelecer diretrizes para a criação de planos municipais de Segurança Pública. Outra intenção é viabilizar junto ao governo do estado a nomeação dos aprovados no último concurso (dois mil novos soldados para a Brigada Militar e 650 agentes da Polícia Civil). O deputado Valdeci Oliveira – PT – também prestigiou o lançamento da frente parlamentar de segurança pública.

A Razão