Deputado que vai coordenar frente da segurança promete buscar recursos para conter violência

118

17814909Objetivo é viabilizar a liberação de verbas para o setor

Depois de garantir apoio unânime dos pares da Assembleia Legislativa para criar uma Frente Parlamentar da Segurança Pública, Jorge Pozzobom, do PSDB, garante que os trabalhos não vão se resumir em meras discussões sobre o tema. O deputado tucano alerta que ações práticas já foram adotadas no Parlamento anteriormente a iniciativa e elenca a colaboração dada até o momento. “Podemos provar que não ficaremos só discutindo a partir do que já foi feito até agora. Criamos uma rubrica para que recursos do orçamento possam ser liberados de forma extraordinária para contratações de novos policiais e, ainda, garantimos a manutenção do calendário de aumento dos servidores da Segurança Pública. São efeitos práticos que já foram adotados por nós”, esclareceu.

Pozzobom ainda sinaliza os passos da Frente Parlamentar e revela que o objetivo é viabilizar a liberação de verbas para o setor. A leitura é de que não se tem muita a fazer no combate a violência se não houver dinheiro. “Primeiro vamos nos reunir na Secretaria da Segurança e também com os comandos das polícias civil e militar. Quando soubermos das necessidades pontuais vamos em busca da Fazenda e descobrir qual montante pode ser liberado para investimentos na Segurança. Depois disso, pressionaremos o governador Sartori para disponibilizar estes valores, sendo assim, não ficaremos somente em torno de debates.

Na semana que vem, vai ser empossado o novo Chefe de Polícia do Rio Grande do Sul. Mesmo que o delegado Emerson Wendt já tenha assumido as funções ele ainda não foi oficializado formalmente no cargo. Pozzobom explicou que pretende aguardar esta cerimônia para só depois instalar a Frente Parlamentar e já iniciar o diálogo com a nova cúpula da Segurança Pública.

Fonte:Voltaire Porto/Rádio Guaíba