Projeção não descarta encontro de folhas

122

17909899A informação é tratada com cautela inclusive nos bastidores, mas já está sendo comentado entre integrantes da base do governo Sartori uma projeção da Secretaria da Fazenda ainda mais preocupante a partir do segundo semestre: a possibilidade de encontro de duas folhas do funcionalismo. Na prática, significa que não pode ser descartada a chance de o Executivo ainda não ter quitado a folha do mês anterior na data de vencimento dos salários do mês seguinte. O cenário pode se concretizar caso não haja reação da economia no país nem desfecho positivo envolvendo mais avanços nas negociações ou nas ações questionando a dívida do Estado com a União.

Leve melhora em abril

Por enquanto, as previsões da Secretaria da Fazenda indicam que, no final deste mês, irá se repetir o parcelamento dos salários e uma pequena melhoria para abril, em função do ingresso no Tesouro de recursos referentes ao IPVA, com o fim da possibilidade de parcelamento do imposto.

Executivo faz estudos e busca alternativas

Em meio à crise nas finanças e ainda sem perspectivas positivas de curto prazo, o Executivo busca alternativas caseiras para fazer frente aos desafios da administração. Um grupo no governo gaúcho está analisando de forma mais detalhada e “profunda” a situação das estatais. Segundo integrante do Piratini, o estudo é técnico e será utilizado como embasamento na definição do futuro dos órgãos da administração indireta, que pode ser a manutenção, a fusão ou a extinção. Também está em análise, com foco principalmente na área da segurança pública, formas de otimização do uso de recursos disponíveis para o setor.

CORREIO DO POVO