38 brigadianos receberam medalha por ato de bravura

237

DSC_0421Na formatura em Homenagem ao Dia do Polícial(21/4), realizada na manhã de 28 de abril,  na Academia de Polícia Militar(APM), em Porto Alegre, 38 brigadianos(as) receberam a medalha Antônio Frota, por ato de bravura e destaque no serviço de policiamento ostensivo nas cidades do RS. Autoridades civis e militares prestigiaram  a solenidade, entre esses, o governador José Ivo Sartori e a primeira dama Maria Helena Sartori, o secretário de segurança pública, Wantuir Jacini, o prefeito da capital gaúcha, José Fortunatti. Vários vereadores e deputados também estiveram presentes. A ABAMF esteve representada pelo presidente Leonel Lucas e os diretores Ricardo Agra, Clésio Gonçalves, Giovani Formoso e Elias Bastos.

DSC_0451

Mas, o ginásio estava ocupado, majoritariamente, por brigadianos fardados. Ex-comandantes da Brigada Militar(BM), oficiais e praças, da ativa e inativos. Todos fardados, demonstrando o orgulho de ser brigadiano e apoiando os colegas que tiveram destaque em enfrentamentos com criminosos. Um caso, no entanto, chamou a atenção. A mãe do soldado Florenço (24º BPM), 25 anos, recebeu a medalha pelo filho, que está hospitalizado, pois foi atingido por um tiro – que quebrou a perna do militar-  no confronto com bandidos, no município de Alvorada. Um segundo disparo acertou o brigadiano, mas parou no colete balístico.

mae soldado

O comandante-geral da BM, coronel  Freitas, destacou no discurso que os brigadianos(as) estão a postos. “A BM não pára”. O comandante citou como exemplo a Operação Avante. “Em 2016, a Operação Avante já realizou 964 prisões e houve apreensão de 220 armas, além da descoberta de grande quantidade de drogas”. Na fala de coronel Freitas um pedido especial: “Não deixem prosperar o debate sobre a liberação da maconha”. O agradecimento a tropa foi ressaltado com a lembrança daqueles que tombaram em serviço, foram feridos ou saíram ilesos nas ocorrências. ” Os brigadianos, todos os dias, têm confronto com criminosos. Isso deve ser valorizado. ,Ser policial não é profissão, é ofício”.

DSC_0408

O governador do RS reconheceu que a BM merecia ter melhores condições de trabalho. “Até o fim do ano espero que possamos minimizar as falhas. A nossa BM é um orgulho para o país inteiro”. Conforme  José Ivo Sartori, a presença na formatura foi um ato de reafirmação a atuação da BM. “Estou aqui como governador, representando a sociedade para transmitir nosso apoio a Corporação”.  Finalizou lembrando que o maior legado da BM é a cultura da paz. “A sociedade gaúcha é imensamente grata aos brigadianos”.

DSC_0407

Apesar dos discursos tranquilos e o clima de festa, na saída do ginásio, uma faixa reivindicava a reposição do efetivo, com a seguinte frase: “mais policiais, menos CCs”.

DSC_0470

DSC_0430

DSC_0431

DSC_0432

DSC_0448

DSC_0471

DSC_0438

DSC_0443

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF