A polícia mostra competência, mas criminosos não ficam presos

183

 logomodificadoabamfA ABAMF esclarece a população que a tanto a Brigada Militar(BM) como a Polícia Civil(PC) mostram competência na tarefa de retirar assaltantes, vigaristas, estelionatários… das ruas. Todos os dias brigadianos e policiais civis prendem dezenas e até centenas de criminosos. O árdua trabalho, no entanto, não surte efeito prático aos olhos dos gaúchos devido a fragilidade da lei. Os mesmos delinquentes são presos duas, três, quatro vezes, pois ão permanecem presos.

Os brigadianos, mesmo sem condições de trabalho, com salário parcelado, sem pagamento de horas-extras, impedem muitos assaltos em ônibus e lotações, mesmo nos horários de folga. O efetivo é insuficiente para garantir a segurança dos gaúchos. Ainda assim, os militares estaduais expõe a vida para proteger os cidadãos e cidadãs.

Apesar de mostrar competência no trabalho, a polícia não consegue diminuir a criminalidade sem leis fortes e uma ação rigorosa do judiciário, sob pena de ser taxada de violenta. Cabe a BM capturar o criminoso, entregá-lo a PC. Após é com a justiça que manterá o criminoso preso ou soltará.

Os gaúchos devem cobrar, do governo estadual, mais ações para evitar e combater a criminalidade, com o aumento do efetivo, combustível nas viaturas, munição e também com valorização dos profissionais, que estão sendo estimulados a requisitarem aposentadoria devido ao corte de direitos.

A população deve cobrar também do Legislativo. Pressionar por leis mais claras e rigorosas. E acompanhar a ação do Judiciário, que define se o criminoso ficará preso ou voltará a aterrorizar a população.

Nem a Brigada Militar nem a Polícia Civil, sozinhas, impedirão o crescimento da violência, caso permaneça a sensação de impunidade e que está empurrando muitos jovens para a vida no crime.

ABAMF