Deputados aprovam separação entre Bombeiros e Brigada Militar

202

Mudança ocorrerá em 2016

Bombeiros lotaram as galerias da Assembleia

Foto: Eduardo Matos / Rádio Gaúcha

A Proposta de Emenda Constitucional do Executivo que separa os Bombeiros da Brigada Militar foi aprovada por unanimidade nesta terça-feira (3) naAssembleia Legislativa. A proposta que antecipava essa mudança de 2016 para 2015 foi rejeitada. Com isso, a separação ocorrerá no dia 2 de julho de 2016, Dia Nacional dos Bombeiros.

A votação foi acompanhada por bombeiros, que lotaram as galerias da Assembleia e comemoraram a aprovação. Por se tratar de alteração na Constituição, uma segunda votação será necessária. Como os deputados já aprovaram por unanimidade, a tendência é que a próxima votação, que deve ocorrer no dia 17 de junho, também resulte em aprovação.

Depois disso, os Bombeiros terão 120 dias para preparar a legislação da corporação que será criada. Essa lei será elaborada por um grupo de trabalho formado por dois oficiais nomeados pelo novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, que será nomeado pelo governador, dois oficiais da Brigada Militar e representantes da Casa Civil, Procuradoria-Geral do Estado e Secretaria da Administração.

“Nos teremos num primeiro momento a separação administrativa e financeira. O que hoje acontece é que todas as Polícias Militares, como a Brigada Militar, que têm os bombeiros vinculados, a preocupação principal é a segurança pública e o serviço de bombeiro não é segurança pública. É uma ação de defesa civil. Aí nós estaremos melhor focados no que precisamos fazer e não estaremos atrelados ao comandante-geral da Brigada Militar na questão de pensar bombeiro”, explicou o coronel Eviltom Pereira Diaz, comandante-geral dos Bombeiros.

Para o coordenador-geral da Associação de Bombeiros, Ubirajara Ramos, trata-se de uma conquista histórica.

“É um momento histórico para a corporação, porque é uma discussão que existe há mais de 80 anos e de fato com essa independência do Corpo de Bombeiros estará sendo criada uma estrutura de Estado que com uma gestão específica, vai prestar melhor serviço para a sociedade gaúcha”, comemora o servidor.

GAÚCHA