Moradores homenageiam PMs e pedem reabertura do posto da BM em Lomba

138

1_img_20160430_wa0039-1456730Associação dos Moradores de Lomba se reuniu nesta manhã para pedir paz e mais segurança 

Em homenagem aos policiais militares que participaram do confronto que acabou com dois bandidos mortos e um preso na segunda passada, a Associação dos Moradores do Bairro Lomba Grande (Amolomba) realiza na manhã deste sábado (30) uma manifestação na localidade rural de Novo Hamburgo. A integrante da entidade, Mariza Scherer, explica que a ação também visa a reabertura do posto da Brigada Militar (BM), que está desativado desde janeiro, e o não fechamento da agência dos Correios, alvo do ataque dos bandidos durante a semana.
Segundo Mariza, ao menos 100 pessoas participam do ato, que ocorre ao lado do prédio da BM, na Rua João Aloysio Allgayer, na área central do bairro.
JORNAL NH

1-1438317Posto da BM em Lomba Grande está temporariamente desativado

Segundo comandante, medida é causada por déficit e deslocamento de policiais

A estratégia de policiamento e a atual situação do posto da Brigada Militar em Lomba Grande está causando um sentimento de insegurança no bairro hamburguense. “Em mais de uma situação, moradores ligaram para o posto e ninguém atendia. Tínhamos uma viatura adaptada para patrulha rural que também não é mais vista. O fechamento foi se espalhando pelos comentários na comunidade”, declarou o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Lomba Grande (Amolomba), André Fernando de Mello.
O temor referente a investidas dos criminosos está presente no comércio situado às margens da Rua João Aloísio Algayer, no coração de Lomba Grande. “Infelizmente, lamentamos a informação do fechamento que já circula na comunidade”, disse uma comerciante, de 62 anos, que optou pelo anonimato.
De acordo com a Comandante da 3a Companhia do 3o Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Novo Hamburgo, capitã Delfina de Fátima Silva Pinheiro, o módulo de Lomba Grande está temporariamente desativado desde janeiro. “Existe um déficit de policiais e tivemos que disponibilizar três homens para atuação na Operação Avante. Em contrapartida, três a quatro vezes por semana recebemos esse reforço da operação”, disse a capitã, acrescentando que após o final da Avante, o módulo deve voltar a operar. Mas não precisou uma data.
Contato para ocorrência
O telefone da 3ª Cia (3595-2899) é disponibilizado para ocorrências no bairro, como acréscimo ao 190. Já a viatura da patrulha rural está com problemas de manutenção e aguarda verbas para o conserto.

1_9ce3fda7_43d2_4b38_9711_8018d9943ccf-1447739Dois bandidos morrem em tiroteio com policiais após assalto em Lomba Grande

Criminosos atacaram agência dos Correios, fizeram e reféns e trocaram tiros com a Brigada Militar

Dois bandidos foram mortos e um foi preso após ataque à agência dos Correios de Lomba Grande, área rural de Novo Hamburgo, na manhã desta segunda-feira (25). Na ação, que começou às 9h15, houve troca de tiros com a polícia e três vítimas foram feitas reféns pelo trio, segundo a Brigada Militar (BM).
O terceiro bandido, identificado como Leolino Bombana, 42 anos, havia conseguido fugir por um matagal, mas foi pego por volta das 10h45, já longe do local da ocorrência. Com ele, foi apreendida uma pistola usada no crime, além de um rádio HT, que transmite a frequência da polícia. Bombana possui antecedentes por estelionato, crimes contra a ordem pública e já esteve foragido duas vezes.
A BM informa que quatro armas – três pistolas e um revólver – foram apreendidas. Durante a perícia, foram encontrados cinco potes de miguelitos, usados para furar pneus de carros, que possivelmente seriam utilizados na fuga.
Até as 14h10, a agência dos Correios de Lomba Grande e o local do último confronto permaneciam isolados, aguardando perícia técnica.

Ação criminosa teve até “cordão humano”

A agência fica situada na Rua João Aloysio Algayer, 1.604, no centro da localidade. Segundo informações da Brigada Militar, os criminosos chegaram em um Volkswagen Voyage. Ao sair do local, fizeram um cordão humano com funcionários e clientes. Em seguida, embarcaram com os reféns junto em um veículo, um Ford Verona. Na fuga, em alta velocidade, foram abordados pela polícia e fizeram disparos.
Na sequência, trocaram de carro, seguindo em fuga numa caminhonete Montana de cor branca. Nas proximidades de um CTG, na Rua Albano Guilherme Konrath, um cerco foi montado com apoio de guarnições de Campo Bom, São Leopoldo e brigadianos de folga, onde houve novo confronto com os policiais. Os bandidos saíram em fuga a pé e dois deles morreram na troca tiros com os agentes. Outro havia fugido a pé pela Estrada do Walahai. Os reféns foram liberados e estão bem.