Presos fazem motim em cela superlotada no Palácio da Polícia

162

19057921A Área Judiciária voltou a superlotar pela interdição do Presídio Central. Presos botaram fogo em papéis em sinal de protesto. São 27 presos dividindo 30m²

A superlotação da cela da Área Judiciária, no Palácio da Polícia, em Porto Alegre, causa revolta dos detentos na tarde desta sexta-feira. Eles colocaram fogo em papeis e fazem barulho nas grades exigindo uma solução para a situação precária em que se encontram há 48 horas. São 22 presos na cela e outros cinco na triagem para um espaço de apenas 30m².

— O ideal seria um preso para cada 2m², o que daria um limite de 15 presos. Mas o maior problema é que essas celas aqui não são preparadas para a permanência de presos. Servem apenas para a detenção enquanto são lavrados os flagrantes — aponta o delegado plantonista, Vicente Vargas.

Não há uma solução da Susepe para a nova interdição determinada pela Justiça no Presídio Central. A casa prisional está hoje com 4.713 presos. É o número recorde desde que um dos pavilhões foi demolido, em 2014.

 

* Diário Gaúcho