Protesto após IPE apresentar projeto para reajustar contribuição de dependentes no plano de saúde

188
Cpers sustenta que não há como servidores pagarem a mais pela mensalidade do plano de saúde. Foto: Alina Souza
Cpers sustenta que não há como servidores pagarem a mais pela mensalidade do plano de saúde. Foto: Alina Souza

Cpers protesta após IPE apresentar projeto para reajustar contribuição de dependentes no plano de saúde

Ato ocorreu no início da tarde e antecedeu reunião entre as partes

O Cpers Sindicato realizou um ato em defesa do Instituto de Previdência do Estado (IPE), no início da tarde de hoje, após o Conselho da instituição aprovar um ajuste financeiro nas cobranças de dependentes do plano de saúde. Segundo o Cpers, o IPE já apresentou um projeto de lei, hoje em análise na Casa Civil, referente ao assunto. A presidente do Cpers, Helenir Schürer, sustenta que um aumento para os contribuintes, em um momento de crise, é impossível de ser suportado.

“Nós temos a informação, porque já passou no Conselho do IPE, de propostas de alteração da lei do IPE na questão da saúde, principalmente. E isso vai majorar mais ainda os servidores públicos, aumentando a contribuição por dependente, tendo que pagar a hospitalização, aumentando em 40% todos os procedimentos. E para nós é impossível, no momento em que vivemos com salários atrasados, salários parcelados, sem nenhum reajuste”, apontou a sindicalista.

A assessoria de imprensa do IPE confirmou que um esboço de projeto foi enviado à Casa Civil para análise do Palácio Piratini. Porém, apontou que outras propostas também foram apresentadas para os contribuintes, não somente sugerindo aos beneficiados o pagamento de um “valor simbólico”. Segundo a assessoria, o IPE soma 1 milhão de usuários mas, desse número, ao menos 400 mil dependentes não contribuem com nenhum valor.

O ato do Cpers ocorreu no início da tarde e um encontro entre representantes das duas partes ocorre neste momento. Os professores se reuniram em frente à sede do sindicato, na avenida Alberto Bins, e saíram uma caminhada até a sede do IPE, na Borges de Medeiros. Apesar do protesto, a assessoria do IPE confirmou que o presidente da entidade, José Parode, viajou para Santa Catarina, no início da tarde, para participar de um encontro do Conselho Nacional de Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev), e não tinha como receber a categoria.

Fonte: Vitória Famer / Rádio Guaíba