“Resistiram a tiros à prisão”, disse capitã PM sobre mortes de ladrões em Novo Hamburgo

175

19183729Dois assaltantes foram mortos em confronto com a Brigada Militar, após assaltarem uma agência dos Correios, tomarem reféns e roubarem dois carros

Por: Renato Dornelles
— Eles (assaltantes) entraram em confronto com os policiais militares. Um deles pulou da caçamba e correu para o mato. Os outros dois saíram da cabine e correram atirando e acabaram morrendo. Resistiram a tiros à prisão — relatou a capitão Carine Reolon, oficial supervisora do Serviço Externo do Comando Geral da Brigada Militar em relação ao tiroteio que resultou na morte de dois homens e na prisão de um terceiro assaltante, na manhã desta segunda-feira, em Novo Hamburgo.

O conflito no município do Vale do Sinos ocorreu menos de três dias após um confronto entre criminosos e policiais militares resultar em quatro mortes na Zona Norte de Porto Alegre. Os acontecimentos, que quebraram o clima bucólico e a tranquilidade de Lomba Grande, bairro rural de Novo Hamburgo, envolveram o assalto à agência local dos Correios, tomada de reféns, roubo de dois carros, perseguição e a troca de tiros com duas mortes.

O início foi o assalto aos Correios. Por volta das 10h, dois homens armados invadiram a agência, localizada na Rua João Aloysio Algayer, no chamado centro de Lomba Grande. Um terceiro ficou na frente, controlando o movimento. A ação, porém, foi vista por uma testemunha que avisou a Brigada Militar.

Guarnições da BM chegaram rapidamento ao local e, ao perceberem que a agência estava cercada, os bandidos usaram funcionários e clientes como uma espécie de cordão humano para evitar uma aproximação dos PMs. Como o carro em que haviam chegado estava distante da entrada do prédio, eles mantiveram três pessoas como reféns, assaltaram um chacareiro de 60 anos que saía de uma padaria localizada ao lado e roubaram o seu Verona.

Alguns quilômetros adiante, abordaram um agricultor de 26 anos, que estava em uma Montana.

— Eu estava indo para o carro, quando eles vieram na minha direção. Tentei correr, mas eles me fizeram parar e pediram as chaves. Eu disse para eles que as chaves e os documentos estavam dentro da caminhonete — contou a vítima.

De acordo com o agricultor, dois assaltantes entraram com um refém na cabine, e o terceiro criminoso foi para a caçamba com outro refém.

Confronto

Durante a fuga, os ladrões atiraram contra PMs que os perseguiam. O fim da linha da fuga ocorreu na Rua Albano Guilherme Konrath, nas proximidades do CTG Sociedade Gaúcha, onde bateram de leve a Montana. Os assaltantes, então, iniciaram uma fuga a pé. O que estava na caçamba correu em direção a um matagal e acabou preso pelos PMs. Os outros dois, seguiram por uma estrada de chão batido.

O assaltante preso foi identificado como Leonino Bombana, 42 anos. Com antecedentes por roubos, ele estava foragido do regime semiaberto em Novo Hamburgo. Afuirmou que conheceu os outros dois participantes dos crimes no presídio. Os dois mortos não tiveram a identidade confirmada pela polícia até o início da noite de ontem.

Um dos envolvidos foi presoFoto: Omar Freitas / Agencia RBS
Um dos envolvidos foi presoFoto: Omar Freitas / Agencia RBS

PM e suspeito ficam feridos em tiroteio na Zona Leste

Um policial militar do 19º BPM e um suspeito acabaram feridos em um tiroteio por volta das 6h40min desta segunda-feira na Rua Paulino Azurenha, Vila Maria da Conceição, Bairro Partenon, Zona Leste da Capital.

Naquele momento, acontecia um novo confronto entre traficantes em uma disputa pelo controle do tráfico da região acirrada desde a última quarta. No final do tiroteio, três homens foram presos com uma pistola .380, munições, pequena quantidade de drogas e celulares.

ZERO HORA