“Vamos produzir soluções e não serviços”, diz pesquisador sobre segurança pública, em Caxias

100
Pesquisador participou de palestra na CIC de Caxias Foto: Manuela Teixeira/ Agência RBS
Pesquisador participou de palestra na CIC de Caxias
Foto: Manuela Teixeira/ Agência RBS

Custos da violência no Brasil ultrapassam R$ 300 bilhões

Manuela Teixeira
Repressão qualificada, com inteligência e controle; e políticas públicas voltadas para a prevenção social seriam a solução para os problemas de segurança pública no Brasil, segundo doutor em economia e pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Daniel Ricardo de Castro Cerqueira. Durante palestra na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) nesta segunda-feira, em Caxias do Sul, ele defendeu a produção de soluções no âmbito da segurança pública:

— Um adolescente apreendido custa R$ 12 mil por mês. Ou seja, em três anos, dois adolescentes custam R$ 850 mil. Orçamento existe, mas será que estamos fazendo as escolhas corretas? Vamos produzir soluções e não serviços — disse.

Segundo Cerqueira, os homicídios no Brasil cresceram 144% em 40 anos e, anualmente, os custos da violência no Brasil ultrapassam R$ 300 bilhões com recursos policiais, encarceramento, custos do Poder Judiciário, tratamento de vitimas de violência e segurança privada.

— Os efeitos do aprisionamento são nulos. Quem vai preso assina um contrato com o crime — analisou.

PIONEIRO