Agências bancárias de União da Serra sofrem segundo assalto em dois meses

109

19204819Prefeito lamentou que nada foi feito nesse intervalo

As duas agências bancárias de União da Serra assaltadas nesta quarta-feira já tinham sido alvo de criminosos, dois meses atrás. Os criminosos procederam da mesma forma. Fortemente armados, quatro homens atacaram as unidades do Banrisul e do Sicredi, além de uma lotérica, e levaram um funcionário refém, já liberado, junto do carro usado na fuga. União da Serra soma menos de 1,5 mil habitantes, no Nordeste gaúcho.

O prefeito do município, Luiz Cenci, lamentou: “nesta quarta, fazem exatamente sessenta dias que os bancos do município foram assaltados. Nada foi feito. Então estamos numa situação bastante desconfortável, correndo até o risco de algum banco fechar aqui”.

Conforme o prefeito, são três policiais que atendem, além de União da Serra, o município de Montauri. Durante o expediente bancário, dois brigadianos se dividem entre as duas cidades, distantes cerca de 20 quilômetros uma da outra. “Se tivesse uma patrulha da Brigada Militar em 100% do horário bancário isso não aconteceria”, salienta o prefeito.

A cidade sofre, ainda, com a possibilidade de o número de policiais ser ainda mais reduzido. Com aposentadorias previstas e sem a sinalização por parte do governo de que o Estado vá ampliar o número de brigadianos, a tendência é de que União da Serra tenha em breve, um efetivo ainda menor.

Fonte:Camila Diesel/Rádio Guaíba