Um olhar especial – Para que serve a polícia?

259
O Capitão América Marco Antônio pediu pra tirar foto com seus colegas heróis, lá em Capão da Canoa. Parabéns, policiais militares, a Brigada Militar fica orgulhosa de seus heróis do dia a dia!
O Capitão América Marco Antônio pediu pra tirar foto com seus colegas heróis, lá em Capão da Canoa. Parabéns, policiais militares, a Brigada Militar fica orgulhosa de seus heróis do dia a dia!

Muitos diriam: para nos dar segurança, prender bandidos. Outros, diriam: para nos proteger.

E não estariam errados, é para tudo isso, mas o gesto mais bonito dessa profissão é o cuidado e o amor ao próximo. Algo que ultrapassa o papel imposto pela farda, é algo que surge com uma decisão, cuidar das pessoas. Foi isso que os policiais integrantes do policiamento comunitário (núcleo 06) fizeram ontem (22/06).

A pequena Raquele moradora do bairro Vasco Pires, tinha o sonho de dar uma voltinha de viatura e os policiais sabendo desse sonho, passearam com ela na viatura, mas também, organizaram uma festa surpresa.

A menina não desconfiou de nada, e a sua avó ficou sabendo ontem mesmo, sendo uma surpresa também para ela. Os policiais pegaram Raquele em sua casa, ligaram o giro flex e deram uma volta pelo bairro, quando chegaram em frente da padaria Guri do Pão, o motorista ligou a serene e o portão da garagem abriu, Raquele ficou emocionada com a festa. As luzes e os palhaços atraíram a sua atenção.

No aniversário de 8 anos de Raquele tinha bolo, doces, cachorro quente, balões e palhaços para animar ainda mais o evento. O olhar e o sorriso da pequena contagiaram quem estava no local.
Os policiais conheceram Raquele quando um ônibus não parou para ela subir, a menina é deficiente e necessita da utilização de cadeira de rodas, o que dificulta sua locomoção. Mas nesse dia, a viatura da BM passava por ali e presenciou o fato. De pronto, os policiais pegaram a menina e sua avó e levaram elas até a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Pelotas) era o primeiro dia de aula, e Raquele não queria se atrasar, atitude dos policiais fizeram a diferença na vida da menina. E com certeza o olhar que ela tem hoje da policia, é de uma policia que cuida!

FONTE: Facebook Coronel Camilo