PMs de Gramado utilizarão tablets para registrar ocorrências na rua

158
Modelo já é adotado pela Polícia Militar em Santa Catarina Foto: Gilmar de Souza /Agencia RBS
Modelo já é adotado pela Polícia Militar em Santa Catarina
Foto: Gilmar de Souza /Agencia RBS

Sistema já é utilizado em Santa Catarina

Inspirado em um trabalho que já é realizado em Santa Catarina, policiais militares de algumas cidades da Serra poderão registrar ocorrências em um tablet, levado pelos servidores do policiamento ostensivo. No Estado, o projeto “Mobile” será implantado em seis cidades do 1º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (1° BPAT), com sede em Gramado.

Uma empresa de Canoas desenvolveu um software que é utilizado pela Polícia Militar catarinense. As viaturas são equipadas com uma impressora portátil e o policial atende à ocorrência com um tablet. Para fazer o registro, não é necessário preencher formulários de papel. Também não é preciso ter um policial na central apenas para digitar a ocorrência.

De acordo com o comandante do batalhão de Gramado, tenente-coronel Glauco Alexandre Braga, o projeto será implantado em Gramado, Canela, Igrejinha, Três Coroas, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula. Na fase experimental, um período mínimo de seis meses, a empresa que desenvolveu o software para a Polícia Militar de Santa Catarina emprestará os tablets e o software, para que ele possa ser adaptado à polícia da região.

Já as impressoras portáteis para as viaturas serão obtidas pelo batalhão por meio de parcerias com empresas da região.

 

GAÚCHA