Rádio Guaíba: Aprovados para a Segurança Pública devem ser nomeados a partir de agosto

106
17631423
IMAGEM ILUSTRATIVA

Grupo já deve ser submetido a regime de previdência complementar

Os aprovados para a Segurança Pública em concursos realizados em 2014 devem ser chamados a partir de agosto para os cursos de formação. Os concursados para a Policia Civil e a Brigada Militar tiveram o chamamento confirmado pelo governador José Ivo Sartori no começo do mês passado. Dois mil brigadianos e 661 policiais civis vão ser aproveitados em três etapas, até o fim de 2017. Já o total de investimentos anunciado para a área se aproxima de R$ 170 milhões.

No sindicato da Polícia Civil, a orientação é para os aprovados renovarem a paciência, tendo em vista que existe a garantia do governador de que todos serão chamados em um ano e meio. O pedido é feito pelo presidente da Ugeirm-Sindicato, Issac Ortiz, que revela que mantinha outra expectativa. “O ideal para a Segurança Pública e o que nós queríamos é que tanto os aprovados da Brigada Militar, quanto os da Policia Civil, fossem chamados de uma só vez. Infelizmente não foi isso o que aconteceu e a sinalização oficial do Chefe de Polícia é de que agora no próximo mês devem iniciar as aulas na academia. Temos certeza de que o governador não vai recuar de uma palavra já que foi dada”, alertou.

Entre os aprovados, a expectativa também é de serem chamados em agosto. Entretanto, a informação de um dos líderes do movimento de aprovados é de que existe uma condicionante. André Gonçalves disse ter informações colhidas junto a representantes do governo apontando que o Palácio Piratini finaliza o processo do regime de previdência complementar, já aprovado pela Assembleia Legislativa, para autorizar as nomeações. “O que nós sabemos é que o governo está dando esse tempo para finalizar os prazos necessários para a adoção do regime de previdência complementar. A estimativa é de que, no máximo, até o dia 15 de agosto, se concretize parte de nossas convocações e já ingressaríamos sob o sistema de contribuição complementar para viabilizar futuras aposentadorias”, declarou.

O subcomandante da Brigada Militar, Andreis Dal Lago, também mantém a previsão de que, na corporação, as convocações de brigadianos ocorram a partir do mês que vem.

Fonte:Voltaire Porto/Rádio Guaíba