Comissão debate parecer sobre jornada de trabalho de policiais e bombeiros militares

126
IMAGEM ILUSTRATIVA
IMAGEM ILUSTRATIVA

A comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 44/15, que estabelece em 40 horas semanais a carga horária de trabalho de policiais e bombeiros militares, reúne-se hoje para discutir o parecer do relator Subtenente Gonzaga (PDT-MG).

Confira a íntegra do relatório

O autor da proposta, deputado Cabo Sabino (PR-CE), afirma que a Constituição não definiu a carga de trabalho destes profissionais, que acabaram sendo submetidos a jornadas “extenuantes e desumanas”.

De acordo com o texto, será facultada a compensação de horários. Ou seja, a jornada poderá ser maior em alguns dias e menor em outros, sem configurar horas extras.

 

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Da Redação – MB