NÃO AO PACOTE DO GOVERNO SARTORI

271

img_3154Em julho de 2015, os brigadianos tomaram as ruas do Centro de Porto Alegre, juntamente com outros servidores da segurança pública, para protestar contra a tentativa do governo gaúcho de congelar o salário e desconsiderar os reajustes já aprovados.À época, os brigadianos lograram êxito e os projetos foram retirados do Legislativo Estadual.

Mas o movimento reunindo cerca de  13 mil servidores da segurança não convenceu, em definitivo, o governo. Agora, além de acabar com a promoção na ida para a reserva, o governo Sartori quer aumentar o tempo de serviço, acabar com a averbação para contagem de tempo na BM, trocar a data de pagamento do salário, pagar o 13° em parcelas que podem levar até um ano e dar prosseguimento ao desrespeitoso parcelamento.

img_3062

 

Por isso, FAMÍLIA BRIGADIANA, o movimento do dia 21 de dezembro, às 14 horas, na Praça Brigadeiro Sampaio, deve contar com a participação de um número ainda maior de servidores. O governo e os deputados precisam saber que o funcionalismo reage contra os atos que visam desvalorizar os servidores e reduzir os serviços públicos a população.

img_3061

Todas as Regionais ABAMF estão trabalhando e ônibus de diversas partes do Estado chegarão a Capital gaúcha para gritar:

NÃO AO PACOTE DO GOVERNO SARTORI

NÃO A SUPRESSÃO DOS DIREITOS JÁ CONQUISTADOS

Junte-se a ABAMF, a ASSTBM, a ABERGS, a AOfSBM. Juntos somos fortes.
Junte-se a ABAMF. Todas as Regionais estão trabalhando para evitar prejuízo aos militares estaduais. Juntos somos fortes.

 A ABAMF QUER A VALORIZAÇÃO DOS  BRIGADIANOS E CONDIÇÕES PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PÚBLICO

COM QUALIDADE.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF