Remanescente de Dilma, comandante da Força Nacional é exonerado

161

Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, escolheu um coronel da PM de São Paulo para o cargo

BÁRBARA LOBATO ÉPOCA

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, exonerou nesta quarta-feira (7) o tenente-coronel Alexandre Augusto Aragon, comandante dos 18 mil homens cadastrados na Força Nacional. Aragon, da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, era um remanescente da gestão de Dilma Rousseff.

O escolhido para o posto é o coronel Joviano Conceição Lima, que foi do Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar de São Paulo. Alexandre de Moraes foi secretário de Segurança em São Paulo até virar ministro.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (Foto:  Pedro Kirilos / Ag. O Globo)
O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (Foto: Pedro Kirilos / Ag. O Globo)