A PLATEIA: Falta de efetivo pode causar fechamento do quartel do Corpo de Bombeiros

195

Outras cidades da região também poderão ter seus quartéis fechados. Segundo comandante, o fechamento poderá ocorrer nas próximas semanas

Segundo informações repassadas pelo chefe do Estado Maior do 10º Comando Regional de Bombeiros, Major Max Geraldo Meinke, o quartel do 10º CRB, localizado na rua Duque de Caxias, em Livramento, poderá paralisar as suas atividades ainda neste mês de março por falta de efetivo. Atualmente o quartel possui capacidade para atender somente 4 dias e meio, deixando o resto dos dias da semana desprotegidos em caso de sinistros.
O major disse em entrevista ao jornal A plateia que atualmente o quartel está trabalhando somente com quatro soldados, o que é totalmente insuficiente para atender uma cidade como Sant’Ana do Livramento, além disso as cidades de Rosário do Sul, Uruguaiana, Quaraí também sofrerão o fechamento de seus quartéis. “Infelizmente essa é uma realidade que nós estamos enfrentando principalmente pela falta de efetivo. O primeiro passo rumo à paralisação das atividades foi o fechamento do quartel do Armour. Nós já tivemos seis bombeiros no quartel central, depois passamos para cinco e agora estamos em quatro, número esse insuficiente para atender uma cidade como a nossa e, segundo as normas técnicas, não podemos trabalhar com este número reduzido do efetivo. O fechamento do quartel vai nos causar grandes problemas, principalmente a nossa essência, que é a pronta resposta que ficará comprometida”, disse.
O fechamento do quartel se dará da seguinte maneira, durante o dia os bombeiros estarão no quartel mas a partir das 18 horas serão dispensados para suas casas e em caso de ocorrência poderão ser chamados. Tudo isso por causa da grande defasagem que o corpo de bombeiros vem enfrentando nos últimos anos. A situação é de extrema importância e está causando preocupação nos bombeiros principalmente pelo risco de deixar a população desguarnecida. “ Está semana nós estamos realizando uma programação que irá ditar o fechamento dos quarteis , e isso acontecerá ainda no mês de março .  Na região cidade como Uruguaiana, Quaraí, Rosário do Sul também terão seus quarteis fechados, já Dom Pedrito e Bagé seguirão trabalhando normalmente por possuírem um efetivo bastante razoável”, disse o Major.
O Corpo de Bombeiros de Sant’Ana do Livramento hoje conta com apenas 13 soldados disponíveis para o serviço e, segundo foi informado pela corporação, se houver a liberação das horas extras o fechamento de quartel será iminente. “Se isso acontecer existe uma grande possibilidade de fecharmos o quartel de Livramento”,encerrou .

Posto de bombeiros do Armour

Pelo mesmo problema o posto do corpo de bombeiro do bairro Armour foi desativado e não há previsão de que ele volte a funcionar tão cedo. Essa situação acabou deixando o local com aspecto de abandono.  “Esse é outro problema que estão enfrentando justamente pelo fato de estarmos trabalhando com 50% do efetivo praticamente prestando o socorro mínimo e precisaríamos de mais efetivo para reativarmos o Armour. Nós teríamos que ter no mínimo mais dois soldados por guarnição para reabrir aquele posto, mas infelizmente não temos essa previsão”, disse o Tenente Goulart do Corpo de Bombeiros.
O tenente ainda destacou que com o fechamento do posto, a grama e o matagal estão tomando conta das instalações, mas que em breve este problema deverá ser solucionado. “Nós já estamos em contato com o 2º RPmon, para solicitar um empréstimo de um trator com roçadeira para que a gente possa efetuar o corte de grama e a manutenção é feita precariamente pela guarnição de serviços . E ainda estamos aguardando as rubricas para solicitar uma limpeza geral na guarnição do Armour.”

Por: Matias Moura