JORNAL IBIÁ: Com a ajuda de populares e alunos-soldados, Brigada prende ladrão

166
Homem foi contido por populares e preso pela BM foto: BM/Divulgação

Por Sandro Vinciprova

Flagrante. Crime ocorreu na manhã de sábado, na frente de loja na Ramiro

A ação corajosa e destemida de populares na manhã de sábado, no Centro, teve papel determinante para que um criminoso fosse parar atrás das grades, em Montenegro. Isso porque uma mulher, identificada como Elisabete Paredes Milhano, 50 anos, caminhava na rua Ramiro Barcelos, levando em suas mãos um telefone celular, quando foi surpreendida com um encontrão de um homem.

Por conta da violência do choque, o aparelho, um modelo LG K8, acabou por cair no chão, proporcionando que o autor da batida pegasse e saísse correndo. A primeira reação da vítima foi gritar por socorro. Instantes depois, a poucos metros, o autor do furto foi detido por populares, que conseguiram conter o homem, identificado como Keven Edson de Morares, 21, natural de Porto Alegre, mas morador de Montenegro.

Logo depois, a Brigada Militar, que havia sido acionado pelo telefone de emergência 190 encaminhou uma equipe, formada também por alunos-soldados da Escola de Formação e Especialização de Soldados, que estão em estágio operacional. Preso em flagrante pelos agentes, Keven fez exame de corpo de delito no Hospital Montenegro (HM) e apresentado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para a lavratura do flagrante.

O acusado, que tem antecedentes policiais, teve a fiança estipulada em R$ 1 mil pelo delegado Marcos Pepe, mas como não foi paga o homem foi encaminhado ao sistema prisional. Comandante do 5° BPM, o tenente-coronel Marcus Vinicius Sousa Dutra, saudou a oportunidade de ter a disposição contingente de alunos-soldados para trabalhar na cidade, lembrando a importância de Montenegro contar com a EsFes.

“É como eu digo, eles além de circularem na cidade durante o período de formação, vão às ruas no estágio operacional. E vamos utilizar eles das mais variadas formas”, completa o oficial. O comandante entende que o aumento do efetivo, mesmo que de forma passageira, tem relação direta com o aumento de abordagens, e, por consequência, da identificação de veículos e pessoas suspeitas na cidade.

Ele garante que a Brigada trabalha para conter o aumento dos indicadores de furtos e roubos, muitos deles motivados pelas drogas, seja para consumo ou tráfico, sem contar que podem ser desencadeadores de homicídios. Apesar do êxito de populares terem contido o ladrão, Dutra diz ter a preocupação que um cidadão possa se ferir, o que não foi o caso pelo bandido não estar armado.

“A gente não recomenda isso. A Brigada tem os seus canais de comunicação, como o 190, o WhatsApp, sem contar que os policiais têm os equipamentos de proteção. Tenho preocupação que isso não caía em um modismo”, completa. Para ele, é preciso orientação até para que não saia do controle, embora entenda o clamor popular resultado da sensação de insegurança em que se vive no Estado.

JORNAL IBIÁ