ZERO HORA: Governo investirá parte do dinheiro da venda do ginásio da BM na construção de presídios

425

No dia 26 de março serão conhecidas as propostas de empresas pelas áreas em Porto Alegre

O valor que sobrar da venda do ginásio da Brigada Militar (BM) e da sede dos Bombeiros será investido em segurança pública. O planejamento do governo do Estado é arrecadar R$ 125,88 milhões com a venda das áreas, sendo que R$ 35 milhões serão usados na construção das novas instalações. Os cerca de R$ 90 milhões restantes deverão ser investidos na construção de presídios.

 Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, o secretário estadual de Administração, Raffaele Di Cameli, afirmou que já há empresas interessadas na compra dos espaços, e que no dia 26 de março serão conhecidas as propostas. No entanto, o Estado já faz o planejamento de investir o dinheiro restante em segurança pública:

— Por enquanto, esta é a nossa prioridade com a alienação dos imóveis. A ideia é essa: segurança pública. Temos que entender que o patrimônio tem que servir à sociedade, e não ao governo, autarquia ou corporação. Faz décadas que não se mexe nisso. Nós estamos colocando o patrimônio do Estado à disposição de projetos imobiliários. Quando se faz a alienação de imóveis, o dinheiro não pode ser utilizado em despesas correntes. O Estado não perde patrimônio — explicou.

Novo presídio

Conforme o secretário, deve ser anunciada, em até duas semanas, a construção de um novo presídio no Estado. Como o negócio ainda não está fechado, Di Cameli não tem detalhes de onde deve ser, mas adianta que será feito por meio de permuta para ser concluído ainda em 2018:

— São vários modelos. Com o Grupo Zaffari foi feito o seguinte: o Zaffari recebeu terreno e contratou empresa pra fazer o presídio, e está nos entregando agora. Temos um modelo como essa alienação que estamos fazendo agora: vamos alienar o terreno todo e receber parte em área construída e parte em dinheiro. Isso é um modelo. Podemos também alienar o imóvel, receber dinheiro e o Estado vai lá e contrata a obra.

Venda de imóveis

Pela primeira vez, o governo está colocando em uma base de dados todo o patrimônio do Estado. Até o fim da gestão, a expectativa da Secretaria de Administração é de que cerca de 90% dos imóveis tenham sido analisados — cerca de 8 mil. Até o fim do ano, a ideia é de que mais 15 imóveis sejam levados a leilão.

— Temos imóveis em Santa Maria, Passo Fundo, Erechim, Tramandaí. Vários imóveis do interior devem entrar na lista de alienação em diversas cidades. Isso é um conceito de Estado. Até agora, temos cerca de 8 mil imóveis no sistema, mas não significa que estão todos desocupados. A maioria está ocupado, mas o conceito é desocupar o que não está sendo utilizado adequadamente — disse o secretário.

A nova sede dos Bombeiros será instalada no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete), no bairro Menino Deus. Já o ginásio será construído na Academia de Polícia, no bairro Teresópolis. As obras devem durar até um ano e oito meses, a partir da assinatura e ordem de início dos trabalhos.

— Toda a área da pista e de esportes vai ser compartilhada com a comunidade, que ganha porque vai ter segurança e os bombeiros terão novas instalações. Temos que imaginar o negócio imobiliário que pode chegar a quase R$ 700 milhões nesses espaços. Isso é interessante para a cidade em termos de arrecadação e novos empregos — ressalta.