Governo gaúcho mente sobre repasse das consignações às representações de servidores

673

O governo do RS, ao fim de uma gestão que sacrificou durante todo o período os servidores do Executivo com parcelamentos e atrasos de salário, foi para os meios de comunicação falar inverdades sobre o repasse às representações de servidores estaduais, entre essas a ABAMF. Apesar de descontar os valores dos brigadianos(as), até o dia 31 de outubro, o dinheiro  não foi repassado a associação.

Em razão disso, como vem ocorrendo há meses, a entidade passa sérias dificuldades para honrar os compromissos. Entre esses, o salário dos funcionários e prestadores de serviços.

É triste ver que a raiva pela derrota nas urnas esteja sendo despejada nos servidores do Executivo Estadual, que viraram reféns da vontade de um governo que desrespeita a lei e age movido pelo interesse particular de uma sigla.

O fato do governo mentir sobre o repasse da verba destinada às associações e sindicatos mostra  má-fé. A intenção clara é prejudicar o trabalho, as denúncias e os protestos das representações dos servidores do Executivo.

O vice-presidente da ABAMF, Solis Paim, desabafa sobre a grave situação: “Os  descontos associativos e outros referentes ao mês de setembro de 2018, até agora, não foram repassados e foram devidamente descontados de cada servidor. Ocorre que as entidades possuem compromissos com funcionários, prestadores de serviços, obrigações mensais e não estão conseguindo cumprir por mais um calote do governo que, descaradamente, continua a mentir a população gaúcha que está repassando”.

A ABAMF também acompanha com atenção a ameaça do IPÊ deixar de prestar a assistência médica, nos próximos dias, devido ao não-pagamento, por parte do Estado, pelo trabalho e assistência prestada aos servidores.

A verdade faz bem ao RS.

ABAMF