Ex-secretário do Rio, José Mariano Beltrame é convidado para assumir Segurança do RS

535
José Mariano Beltrame pediu prazo até o fim de semana para responder convite de Eduardo Leite e do vice Ranolfo Vieira Jr
Germano Rorato / Agencia RBS

Delegado aposentado da Polícia Federal foi um dos idealizadores das UPPs e trabalhou com os governadores Sergio Cabral e Luís Fernando Pezão

GAUCHAZH

O nome dos sonhos que o governador eleito Eduardo Leite (PSDB) foi convidar em São Paulo para a Secretaria da Segurança Pública é José Mariano Beltrame. Delegado aposentado da Polícia Federal, o gaúcho de Santa Maria ocupou por 10 anos a pasta no Rio de Janeiro, durante os dois mandatos do governador Sergio Cabral e no início da gestão de Luiz Fernando Pezão, ambos do MDB.

Beltrame ficou balançado com o convite e disse a Leite que daria uma resposta até o final da semana. Ele foi do Rio até São Paulo especialmente para se encontrar com o tucano. Na ocasião, Leite estava acompanhado do vice, Ranolfo Vieira Jr., delegado aposentado da Polícia Civil. A reunião se deu na capital paulista porque Leite tinha compromisso de participar de um encontro dos governadores eleitos em outubro.

Beltrame foi um dos idealizadores das Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs, iniciativa que reduziu os índices de criminalidade nas favelas fluminenses. O projeto, porém, vem sendo gradualmente desativado nos últimos anos. Com enorme prestígio entre autoridades políticas e forças policiais, Beltrame não foi atingido pelos escândalos de corrupção que eclodiram no Rio nos últimos anos, com as respectivas prisões de Cabral e Pezão.

Ao convidar Beltrame, Leite dá continuidade à garimpagem de nomes técnicos para as principais pastas do governo. Foi assim com Marco Aurélio Cardoso na Fazenda e Leany Lemos no Planejamento, dois quadros de fora do Estado. O tucano também espera anunciar técnicos de reconhecida atuação para a Saúde e a Educação.

Até o final de semana, ele deve apresentar Cláudio Gastal na nova Secretaria de Governança e Gestão Estratégica. Gastal seria anunciado com os titulares da Comunicação, Planejamento e Procuradoria-Geral do Estado (PGE), na segunda-feira (10), mas pediu mais alguns dias para resolver questões pessoais. A ocupação política do secretariado, com nomes indicados pelos partidos, só terá início após a votação da manutenção das alíquotas do ICMS, na próxima terça-feira (18).