ABAMF LAMENTA MORTE DE POLICIAL CIVIL

747

A ABAMF, em nome dos Políciais Militares de nível médio da BM, junta-se aos colegas da Polícia Civil na dor pela perda do Escrivão Edler Gomes dos Santos, 54 anos, assassinado durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na área rural da cidade de Montenegro na manhã de 16 de julho.

É mais um policial que tomba no cumprimento do dever. É mais uma viúva de um trabalhador da segurança pública. É mais um filho sem pai. É mais uma vida ceifada pela criminalidade.

O RS tem um ano de 2019 que irá entrar para a história pelo número de policiais mortos. São quatro em menos de um mês e seis durante os primeiros sete meses do ano.

Algo precisa ser feito. Os policiais não podem trabalhar sozinhos. Precisam de leis rígidas, aplicação de penas exemplares, vagas nas prisões para que os presos fiquem realmente presos.

É necessário lembrar, ainda, que o policial estava lá arriscando a vida mesmo sem o pagamento do salário de junho, obrigação do governo, mesmo com o baixo efetivo e mesmo com o discurso falacioso de alguns políticos de que policial ganha bem para arriscar a vida todos os dias.

ABAMF DE LUTO