18° Fórum das Entidades de PMs e BMs debatem questões que tramitam no Congresso Nacional

712
Representantes de diversos Estados Brasileiros estiveram presentes ao encontro.

A ABAMF participou nos dias 22 e 23 de agosto, em Vitória(ES), do 18° Fórum Nacional das Entidades Representativas de Policiais e Bombeiros Militares. Entre os assuntos debatidos, a reforma da Previdência. No final do evento, foi deliberado a apresentação de um documento ao presidente da República, Jair Bolsonaro. Denominado “Carta de Vitória” sintetiza a posição das entidades contra o aumento de tempo de serviço e propõe a constitucionalizacão da paridade e integralidade.

ABAMF esteve representada no evento nacional pelo vice-presidente, Jairo Rosa

O vice-presidente Jairo Rosa representou a ABAMF. Participaram do evento também, o governador do RJ, Wison José Witzel, que palestrou sobre a reestruturação logística que pretende implantar no Estado fluminense. De acordo com Witzel, trabalharão num mesmo prédio, nas comunidades, Polícia Militar, Polícia Civil e Ministério Público.

Governador Witzel(c) falou sobre planos na segurança púbica no RJ.

Também palestraram no 18° Fórum, a vice-governadora do Espirito Santo, Jaqueline Moraes, que prestou homenagem a turma de cabos e soldados feminina formada em 1986, o senador Marcos do Val, o deputado federal Da Vitória, e militares capixabas.

Vice-presidente da ASSTBM, Daltro Quadros, a vice-governadora do ES, Jaqueline Moraes e o vice- presidente da ABAMF, Jairo Rosa.

Em trecho da “Carta de Vitória”, os Militares Estaduais deixam clara a contrariedade com a alteração da Lei 4868/65 – Lei do Abuso de Autoridade e solicitam o veto total pelo presidente.

O documento que será entregue ao presidente Bolsonaro, ainda, demonstra a insatisfação dos Policiais e Bombeiros Militares na tramitação do projeto de lei 4363/2001- LOB-Lei de Organizaçao Básica das Polícias Militares e Bombeiros Militares dos Estados e Distrito Federal. Conforme a carta, a categoria não foi ouvida.

Outros temas relativos a categoria também foram pauta de debate, como as condições de elegibilidade de PMs e BMs, o ingresso nas Polícias e políticas de valorização.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF