“Não abriremos mão de nenhum direito” diz presidente da ABAMF

631

A reunião dos representantes das categorias da segurança pública com o chefe da Casa Civil do governo do RS, Otomar Vivian, foi marcada por palavras fortes. O presidente da ABAMF disse para o representante do governo: “não aceitaremos a retirada de nenhum, nenhum, direito”. Ressaltou que o plano de modernização da carreira encaminhado pelas entidades ajuda o governo.

Já a presidente da AESPPO, Claudete Valau, afirmou: “Se retirarem algo do salário dos brigadianos, as esposas irão para os portões dos quartéis”.

Para o presidente da ASSTBM, Aparício Santellano, o governo tem que valorizar os servidores e não ir a Brasília com posições diferentes das divulgadas aqui no estado.

O comandante-geral da BM, coronel Ikeda, afirmou que 1 de outubro terá encontro com a ABAMF e ASSTBM para dar retorno sobre o plano de modernização da carreira.

A comissão de representantes também foi recebida pelo presidente da Assembleia Legislativa do RS, deputado estadual Luís Augusto Lara, que afirmou estar solidário com as reinvindicações da categoria.