Representações da segurança pública e educação unem-se contra o pacote do governo estadual

158

ABAMF, ASSTBM, ABERGS, AOFERGS e ASOFBM, estiveram reunidas, na sede da ASOF, no dia 29 de outubro, com o CPERS Sindicato para unir forças contra as pretensões do governo estadual de atacar os salários e os direitos dos servidores estaduais. Ficou definido que no dia 26 de novembro haverá nova manifestação dos Policiais e Bombeiros Militares e Policiais Civis na capital gaúcha. Já o CPERS realizará assembleia geral dia 14 do mesmo mês.

Para o vice-presidente da ABAMF, Jairo Rosa, presente no encontro, a união dos professores com o policiais e bombeiros fortalece o movimento de resistência ao pacote de prejuízos e perdas que o governo do RS quer aprovar. “A união das entidades está sólida e vamos defender os nossos direitos, conquistados após muitos anos de luta”.

Essa é a primeira vez, na história do Rio Grande do Sul, que as categorias da segurança pública e educação se unem contra as mudanças no plano de carreira apresentadas pelo Governo do Estado.

Após a rodada de conversações do governo com os representantes do funcionalismo público e dos estudos das propostas, as categorias rejeitaram por unanimidade o plano de reforma estrutural.

As alterações na contribuição previdenciária e o fim das gratificações acumuladas foram criticadas pelos servidores. “O projeto é tão ruim, que não apresentamos contraproposta”, avaliou a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

O presidente da ASOFBM, cel Marcos Paulo Beck, adiantou: “Não vamos oferecer nenhuma sugestão de emenda, conforme o pedido de alguns deputados”.

“A proposta do governo é inconstitucional e retira todos os direitos dos policiais”, lembrou o presidente da ABERGS, Ubirajara Ramos.

As representações resolveram planejar novas estratégias. Com isso, as mobilizações serão intensificadas em novembro. “Vamos agilizar novas formas de mobilização conjunta. O governo tem uma base sólida na Assembleia.”, disse o diretor da ASSTBM, Ricardo Agra.

A ABAMF está mobilizada em todo o interior do estado através das Regionais. Além disso, o presidente José Clemente mantém contatos com deputados e vereadores para que eles mostrem o valor que atribuem ao trabalho dos Militares Estaduais.

Paulo Rogério N da Silva

Jornalista da ABAMF

MTb 7355/RS