Entidades solicitam moção de apoio para rejeição dos projetos do governo

124

A manifestação dos Militares Estaduais(ABAMF,ASSTBM,AOFERGS, ASOFBM) e servidores da segurança pública(UGEIRM), CPERS e concursados, na cidade de Santiago, dia 31 de outubro, culminou com a entrega de solicitação ao presidente da Câmara de Vereadores, vereador Ernandes Tadeu Machado (PP), da aprovação de moção de apoio ao servidores públicos, com envio aos deputados estaduais, reivindicando a rejeição dos projetos que atacam os direitos conquistados.

Após o movimento na praça central de cidade, aconteceu reunião na sede da Regional ABAMF Santiago, quando as Entidades da segurança e da educação debateram o atual momento e as estratégias para defender o funcionalismo.

Durante a concentração na praça central, o presidente da ABAMF, José Clemente, explicou o plano de modernização da carreira. Representantes da Polícia Civil também falaram sobre a situação atual na Corporação. Foram explicados os projetos aprovados em nível federal, como o PL 1645 e a PEC 06/19, e detalhadas as propostas que o governo do RS quer enviar para a Assembleia Legislativa.

Houve, ainda, visita ao 5°BPM e ao quartel do Corpo de Bombeiros, onde o presidente José Clemente e o diretor financeiro Edmilson conversaram com o Comando e relataram a preocupação com o ataque aos Militares Estaduais, inclusive chamando-os de privilegiados para retirar direitos consagrados. “Nosso empenho para preservar os direitos dos Militares Estaduais é total”, disse Clemente.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista da ABAMF

MTb 7355/RS