Militares Estaduais permanecem em estado de atenção

407

A vitória parcial dos Militares Estaduais, com a retirada do pedido de urgência dos projetos que causam prejuízos a categoria, significa apena um adiamento da votação e a possibilidade de modificações na proposta. O presidente da ABAMF, José Clemente, alerta: “a categoria permanece em estado de atenção até o diálogo com o governo estadual e a votação que acontecerá no início de 2020.

A verdade é que os projetos não foram a votação devido a mobilização das Entidades e participação e pressão da categoria, que realizou movimentos históricos na capital e interior levando milhares de Militares Estaduais às ruas e portões dos quartéis.

PARABÉNS, a todos que participam ativamente da luta.Militares, familiares, amigos.

Veja nas fotos os diversos momentos da luta até a retirada da urgência das propostas:

PLC 504 2019, do Poder Executivo, que altera a Lei Complementar que dispõe sobre o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Militares do Estado do Rio Grande do Sul, institui o Fundo Previdenciário dos Servidores Militares (FUNDOPREV/MILITAR). Com duas emendas do deputado Fábio Ostermann (Novo).

PLC 506 2019, do Poder Executivo, que fixa o subsídio mensal dos Militares Estaduais, altera a Lei Complementar que dispõe sobre o Estatuto dos Militares Estaduais, e a Lei Complementar que dispõe sobre a carreira dos Servidores Militares do Estado do Rio Grande do Sul. Com uma emenda do deputado Dr Thiago Duarte (DEM).

SOMENTE JUNTOS SEREMOS FORTES