Brigadianos farão manifestações contra atitude impositiva do governo estadual

200

uniao_entidadesBM paga o pior salário do Brasil entre as Polícias Militares

As entidades representativas dos servidores de nível médio da Brigada Militar decidiram, dia 3 de dezembro, em conjunto, iniciar mobilização contra o desrespeito do governo estadual, que enviou o projeto de reajuste até 2018(PL392), rejeitado pela categoria, à Assembleia Legislativa.

As representações – ABAMF, ASSTBM, AOfSBM, FERPMBM e ABERGS – buscarão apoio dos deputados estaduais para emendar a proposta e beneficiar os militares estaduais.

As Regionais do interior do estado já foram convocadas a colocarem faixas nas entradas das cidades informando a sociedade sobre o que está acontecendo. Além disso, a partir de janeiro, ocorrerão movimentos até que o governo gaúcho reabra o diálogo com a categoria  buscando construir uma proposta melhor.

Para o presidente da ABAMF, o governo estadual está condenando os brigadianos a permanecerem como os policiais e bombeiros militares mais mal pagos do Brasil. “Enquanto outros estados mostram avanços nas negociações, no RS há estagnação”, disse Leonel Lucas.

Os brigadianos reivindicam também a continuação dos debates sobre o plano de carreira, o ingresso com nível superior na Corporação e a mesma valorização concedida às outras áreas da segurança pública gaúcha.

Sem segurança não tem Copa.

Paulo Rogerio N. da Silva

Jornalista ABAMF