Governo não quer reformular carreira de nível médio da BM

149
Após meses de debates e trabalhoscom associações brigadianas, governo admite que não pretende reformular carreira de nível médio
Após meses de debates e trabalhos com associações brigadianas, governo admite que não pretende reformular carreira de nível médio(foto de arquivo)

Após meses de conversas com as representações dos brigadianos de nível médio, o governo estadual revelou a verdadeira intenção com tantos adiamentos: Evitar o Plano de Carreira. Quem acabou provocando a revelação foi o deputado Altemir Tortelli, também indignado com as constantes desculpas do governo.

Por iniciativa do deputado seria instalada na Assembleia Legislativa, dia 6 de maio, uma comissão especial para tratar da questão. Antes que isso acontecesse, entrou em cena o Chefe da Casa Civil, Carlos Pestana. Conforme informação de Tortelli, o secretário afirmou: ”  O governo não pretende reformular a carreira dos servidores de nível médio da BM.” Pestana ainda usou o tempo legal, antes do periodo eleitoral, como argumento.

A ABAMF, ASSTBM, ABERGS, FERPMBM, AOFSBM e outras representações de soldados, sargentos e tenentes, mantiveram conversa com o governo estadual, sobre os avanços na carreira de nível médio, desde o ano passado. Um tema ficou latente: o ingresso dos soldados somente com nível superior. Foi esse o principal motivo para o freio do debate, mas até mesmo integrantes do governo sabem que o assunto precisará ser encarado nos próximos anos, pois a BM é a única força da segurança gaúcha que não exige nível universitário para o ingresso

A ABAMF lamenta a atitude do governo com os servidores e garante: o assunto pode estar adormecido, mas não está morto.,

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF