Bancada sindical perde força na Câmara Federal

196

simbolo_do_congresso_nacionalEstá marcada para15 de outubro a reunião com os líderes dos partidos para discutir a pauta de votações da semana. Entre as propostas que poderão ser votadas está a medida provisória que busca fortalecer o mercado financeiro e de capitais; e o projeto de lei que cria gratificação para juiz federal que atua em mais de uma jurisdição.

Nesta semana, os deputados aprovaram duas propostas: a medida provisória que reajusta em 15,8% os salários de policiais federais; e o projeto de decreto legislativo que encurta o prazo para o início do tratamento contra o câncer no Sistema Único de Saúde.

Bancadas
Passados poucos dias das eleições, o perfil da Câmara dos Deputados começa a tomar forma e as bancadas suprapartidárias a serem definidas. Levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) revela que algumas categorias de parlamentares voltarão com força, enquanto outras sofreram redução significativa nas urnas. Em 2015, uma bancada que vai continuar expressiva é a evangélica. Já a bancada sindical perdeu força.

Petrobras
A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, afirmou em depoimento ontem na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga irregularidades na Petrobras, que emitiu notas fiscais frias no valor de R$ 7 milhões. Meire Poza disse que não havia ligação direta entre as empresas do doleiro e empresas públicas. Agora, parlamentares querem quebrar os sigilos bancários e fiscal da contadora.

Cláudia Brasil
TV Câmara