NOTA DE REPÚDIO da ABAMF Estadual e Regional Santa Cruz do Sul

151

MATÉRIA VEICULADA NO JORNAL ZERO HORA EM 27.10.2014

NOTA_D1Ao ler as notícias matinais, tristemente à manchete “Omissão policial termina em estupro em Porto Alegre. Menina de 19 anos, com deficiência mental, foi encontrada por PMs que, em vez de avisarem a família, a deixaram numa parada de ônibus. Ela foi vítima de abuso sexual.”
Primeiro, cabe esclarecer as circunstâncias com outra leitura, porque é visível a forma tendenciosa da mídia com ênfase a repercussão e lucro. Pois, não trata-se de uma menina e sim de uma mulher, maior, com 19 anos de idade.
Ainda, nota-se que a matéria é tendenciosa em responsabilizar alguém, mas não quem tem o dever de cuidar de uma pessoa com problemas mentais, o responsável legal (pai, mãe, avós …), além disso, pessoa essa que pelo histórico descrito na matéria já descuidou-se do seu dever em outras oportunidades, havendo ocorrência com data de 2010 e não registrando o desaparecimento de 2014, pois se houvesse a comunicação a polícia teria conhecimento que a “mulher” era portadora de problemas mentais e saberia a quem entregar, mas os responsáveis legais não tiveram esse cuidado.
Ademais, sendo uma pessoa que tem problemas mentais é no mínimo inseguro deixar sua responsabilidade para uma idosa de 85 anos.
Logo, não é aceitável a mídia jogar a culpa nos policiais de forma unilateral, pois se assim o for, a polícia passará a ser responsáveis por todo e qualquer incapaz abandonado na sociedade. E se os policiais erraram que sejam responsabilizados dentro da sua responsabilidade, mas que os responsáveis legais não tenham a isenção do dever que lhes compete.
Desta forma, é vergonhoso que o Jornal Zero Hora, aparentemente trabalhe contra a polícia, colocando a sociedade contra quem lhe protege e defende, esperamos que os leitores reflitam e leiam com cuidado as matérias veiculadas para não fazerem um juízo de valor equivocado.

Leonel Lucas Lima

Presidente Estadual

João Altair Kroth
Presidente ABAMF-Santa Cruz do Sul

Veja a matéria:
http://zh.clicrbs.com.br/…/omissao-policial-termina-em-estu…