Protocolado projeto para brigadianos sem farda ficarem isentos de pagamento em ônibus

166
Vereador Cássio Trogildo   Foto: Ederson Nunes
Vereador Cássio Trogildo  Foto: Ederson Nunes

A tragédia que retirou a vida do soldado da BM, Márcio Ricardo Ribeiro (BPG), sepultado dia 17 de outubro, após ser assassinado  durante um assalto ao ônibus em que ia para casa, fardado, após cumprir o horário de trabalho, tem a primeira ação para evitar novos ataques a agentes da segurança pública. O vereador Cássio Trogildo (PTB) protocolou projeto para que brigadianos de nível médio e guardas municipais possam ingressar no transporte coletivo de Porto Alegre gratuitamente, sem uso da farda. A exigência será a apresentação da identidade. A proposta deve ser votada em breve na Câmara Municipal.

A atitude do vereador é resultado de conversa com o presidente da ABAMF, que lembrou ao parlamentar: “em 2007, proposta semelhante encaminhada pela entidade, através da vereadora Maria Celeste (PT), foi rejeitada pelo Legislativo Municipal. Já temíamos pela vida daqueles que circulavam fardados os ônibus”, disse Leonel Lucas.

A morte do soldado Ricardo deixou perplexa a sociedade gaúcha pela ousadia e frieza dos bandidos, que executaram o brigadiano. Colegas prestaram homenagens ao militar em vários municípios.

A ABAMF lutará para que medidas sejam adotadas, a fim de que os brigadianos fiquem mais protegidos e que bandidos não apareçam sorrindo nos canais de TVs após ceifarem vidas, causando revolta e perplexidade nos cidadãos(as) de bem.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF