Quase 5 mil brigadianos serão removidos da Capital e Interior para o litoral durante a Operação Golfinho

212
Operação Golfinho termina em 2 de março no litoral Norte. Foto: Divulgação/Palácio Piratini
Operação Golfinho termina em 2 de março no litoral Norte. Foto: Divulgação/Palácio Piratini

Verão numa Boa prevê serviços que, na prática, dependem, em parte, de decisões do governador eleito

O programa Verão numa Boa 2014 vai ter calendário adaptado neste veraneio, em função da transição. Parte dos serviços planejados depende da vontade do novo governador. O número de policiais, no entanto, inclusive para o ano que vem, já está definido. Quase cinco mil serão remanejados para o litoral ao longo de pouco mais de dois meses. Cerca de 300 deles sairão de Porto Alegre e região Metropolitana.

Os brigadianos fazem parte de batalhões de bombeiros e policiamento ostensivo, mas os locais de origem ainda não foram definidos, explicou o subcomandante da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas. O reforço passa a ocorrer em 20 de dezembro. Até 31 do mesmo mês, quase 1,9 mil serão removidos. Outros três mil serão deslocados de janeiro a dois de março, data prevista para o fim do reforço. Os policiais farão revezamento no litoral, portanto, não sairão de uma vez só.

Serviços com execução garantida durante todo o veraneio
– Operação Verão da Polícia Civil: aumento do efetivo policial no período das férias de verão nos locais de maior concentração de pessoas, principalmente o Litoral, mas também a Serra Gaúcha e fronteiras. O número de servidores não foi divulgado;

– Operação Golfinho: emprego de contingente de 1.875 servidores da Brigada Militar em policiamento ostensivo, segurança no trânsito, bombeiros e salva-vidas entre 19 e 31 de dezembro. Outros três mil servidores seguem para o litoral de janeiro a dois de março;

– Ampliação de atendimento nas áreas médica e previdenciária pelo IPE, reforço em servidores do IGP, da Ceee, da Corsan, das Bases Municipais da SAMU e instalação de Unidades Móveis de Alta e Média Complexidade nas Rodovias (prestação de socorro);

Serviços que dependerão de decisão do governo eleito:
– Ações de promoção de direitos humanos e de políticas públicas para as mulheres, em Saúde, de acessibilidade, de educação ambiental, internet livre, atrações culturais e shows de verão.

Fonte:Samuel Vettori / Rádio Guaíba