Contra a morte de colegas, policiais militares protestam em Caxias do Sul

128
Contra a morte de colegas, policiais militares protestam em Caxias do Sul Foto: Adriano Duarte/Agência RBS
Contra a morte de colegas, policiais militares protestam em Caxias do Sul
Foto: Adriano Duarte/Agência RBS

Profissionais vestiram camisetas pretas e bloquearam parte da BR-116

Cerca de 60 pessoas, entre policiais militares de Caxias do Sul, familiares e amigos, protestam contra a morte de dois colegas ocorrida durante tentativas de assalto no final de semana na Região Metropolitana de Porto Alegre. A manifestação começou às 18h desta segunda-feira, em frente ao Monumento ao Imigrante, na BR-116.

Os manifestantes vestiram camisetas pretas e seguravam faixas em protesto contra a impunidade e a legislação penal. Eles bloquearam a BR-116 por pouco tempo para chamar a atenção. O trânsito chegou a ficar lento nos dois sentidos da rodovia.

As mortes que revoltaram os PMs foram registradas em menos de 24 horas. No sábado, um sargento da Brigada Militar foi abordado por dois homens em uma moto quando chegava em casa, em Gravataí. Sílvio Rodrigo dos Santos, 38 anos, reagiu e foi baleado durante a troca de tiros. No domingo, um militar da reserva morreu a tiros em Cachoeirinha. Rosvel Jesus Dendena, 44, também reagiu durante uma tentativa de roubo de veículo e foi baleado por dois homens. O policial morreu enquanto recebi atendimento no hospital. A BM prendeu os quatro homens envolvidos nos crimes.

Pelo menos 12 policiais militares foram assassinados neste ano no Rio Grande do Sul. Os dados são da Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf), entidade de classe dos cabos e soldados da Brigada Militar.

ZERO HORA