Lançado o 1º Mapa da Segurança Pública de Porto Alegre

134

lamFoi lançado, dia 10 de dezembro, na Câmara Municipal de Porto Alegre, o 1º Mapa da Segurança Pública e Direitos Humanos de Porto Alegre. A intenção é mostrar um retrato da atuação dos agentes da Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe, Instituto Geral de Perícias e Guarda Municipal. O estudo faz uma comparação entre agentes e civis mortos em confrontos.

No RS, houve  aumento de 24,7% no número de civis feridos em confronto Foram 731 casos em  2012 e  931, em 2013. Já em Porto alegre, no mesmo periodo, o número de mortos e feridos caiu de 15 para zero.

O policiais passaram a ser mais atingidos, tanto no número de feridos como em casos fatais. Em 2012, apenas um policial tombou no RS e nenhum na capital gaúcha. Em 2013 o quadro mudou drasticamente; cinco policiais foram mortos no estado, sendo quatro em Porto Alegre. O número de agentes da segurança pública feridos em território gaúcho, entre 2012 e 2013, saltou de 264 para 387 casos.

As denúncias a Corregedoria da Brigada Militar tiveram aumento de 147%, saltando de 65 para 161 registros. O levantamento ainda critica a Brigada Militar pela falta de transparência da instituição.

1907326_827294010626085_6127064986429247931_n                                                                                          Secretário da Segurança Pública do RS, Airton

Michels no  lançamento do 1º Mapa

da Segurança Pública de Porto Alegre

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF