Onze são detidos após agressão a PMs em Porto Alegre

151

Confusão começou depois que policiais recolheram moto com documentação irregular | Foto: Samuel Maciel
Confusão começou depois que policiais recolheram moto com documentação irregular | Foto: Samuel Maciel

Confusão ocorreu durante ação na Ceasa

Onze pessoas foram detidas no final da manhã desta quarta-feira depois que dois Policiais Militares (PM) foram cercados e agredidos por um grupo de 50 descarregadores e carregadores de hortifrutigranjeiros, conhecidos como chapas, no interior da Ceasa/RS, no bairro Anchieta, em Porto Alegre. As prisões foram efetuadas após a chegada de reforço de cerca de 30 policiais militares do 11º BPM para conter a situação. Os suspeitos foram conduzidos depois à 3ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (3ª DPPPA) para as devidas providências.

A confusão teve início quando os seguranças da Ceasa/RS desconfiaram de dois ocupantes de uma moto Honda Titan. Houve então o pedido de apoio à Brigada Militar. Dois policiais militares do 11ºBPM, que fazem o patrulhamento de bicicleta na região, foram até o local e abordaram a dupla, sendo constatada que a moto tinha o licenciamento vencido e seria recolhida. Um grupo de chapas interveio e tentou impedir a ação policial, sendo arremessadas pedras e pedaços de pau contra os dois brigadianos, que acuados chegaram a efetuar disparos de advertência como proteção.

Com a chegada de mais policiais militares, o grupo revoltado fugiu, mas alguns não tiveram sorte e foram detidos. Entre os presos estavam um dos tripulantes da moto e um chapa acusado de tentar se apossar da arma de um dos policiais atacados. Outros dois chapas tiveram escoriações e precisaram de atendimento médico. O tenente Alessandro da Silva, do 11º BPM, observou que muitos chapas insuflavam os demais para atacar os dois policiais militares que abordaram a moto.

CORREIO DO POVO