PMs fazem protesto na FreeWay após morte de dois colegas no fim de semana no RS

135
Servidores na freeway pedem mais segurança no Estado | Foto: Concepa / Divulgação / CP
Servidores na freeway pedem mais segurança no Estado | Foto: Concepa / Divulgação / CP

Crimes ocorreram em Cachoeirinha e Gravataí, na região Metropolitana

Policiais fazem um protesto bloqueando o fluxo pela BR-290 (FreeWay), junto à intersecção com a ERS-118, em Gravataí, contra a morte de dois colegas, no mesmo fim de semana, na região Metropolitana. O grupo chama a atenção para a necessidade de acelerar a tramitação de um projeto de lei do deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ) que tramita na Câmara desde o ano passado e prevê tornar crime hediondo qualquer atentado contra policiais e os familiares deles. Às 20h15min, o congestionamento no sentido litoral-Capital era de três quilômetros.

Policial militar da reserva, Rosvel Jesus Dendena, de 44 anos, foi morto no início da tarde de hoje em Cachoeirinha. O soldado chegou a ser encaminhado para o Hospital Padre Jeremias, no município, mas não resistiu. O militar levou um tiro ao, supostamente, reagir, à paisana, a uma tentativa de assalto ao próprio veículo. Segundo a BM, quando Dendena tentou sacar a arma para reagir, levou um tiro no peito. Os dois assaltantes desistiram do veículo e fugiram a pé do local. Na mesma rua, entretanto, roubaram outro carro. Como havia corta corrente, o carro parou e dois fugiram a pé, sendo capturados por brigadianos. Menos de dois quilômetros depois, na rua Caí, os dois assaltantes foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Gravataí.

Já na tarde desse sábado, Silvio Rodrigo dos Santos, de 38 anos, foi atingido com dois tiros ao chegar em casa, em Gravataí. Ele revidou e também acertou os dois homens que o atacaram. Ambos foram internados sob custódia.

Fonte:Rádio Guaíba